0
Logo do São Paulo
Foto: Marcos Bezerra / Futura Press

São Paulo

Lateral celebra semana livre e quer São Paulo unido para não tomar gols

10 ago 2017
16h06
atualizado às 16h06
  • separator
  • comentários

Algo raro no futebol, uma semana completa de treinos pode ajudar uma equipe a solucionar alguns de seus problemas antes do próximo jogo. É assim que o lateral esquerdo Edimar, do São Paulo, enxerga o período de preparação que o técnico Dorival Júnior tem para fazer os ajustes necessários para o duelo com o Cruzeiro, domingo, no Morumbi.

"A semana livre é muito benéfica para qualquer clube, tanto pela parte física quanto na técnica, com os ajustes que o técnico tem a fazer. Uma semana para trabalhar aquilo que não está tão legal. O São Paulo tem trabalhado muito forte, estamos tentando de todas as maneiras tirar o time dessa situação", afirmou, em entrevista coletiva, nesta quinta-feira.

Um dos problemas a serem corrigidos nesta semana se relacionam com a defesa, de acordo com Edimar. Nos últimos três jogos (Botafogo, Coritiba e Bahia), o São Paulo levou sete gols, sendo a sexta equipe mais vazada do Campeonato Brasileiro, com 26 tentos sofridos.

"É o que temos trabalhado todos os dias, o Dorival tem batido muito nessa tecla. Todos os dias temos trabalhado muito essa questão defensiva. E não somente os quatro que estão atrás, mas todos têm que voltar para marcar e encaixar na recomposição para pararmos de tomar gols", avaliou o camisa 16.

"É uma situação que se nós tivéssemos feito os gols, como fizemos contra o Botafogo, cai para a defesa. Como estamos perdendo, sobrecarrega para a defesa. Na situação em que estamos, temos de nos fechar mesmo, não tomar gols, e acima de tudo cada um se doar um pouco mais para tirar o time dessa situação o mais rápido possível", acrescentou.

Para tirar o time do 17º lugar e consequentemente da zona de rebaixamento, Dorival Júnior tem feito testes nesta semana livre. Na última quarta-feira, ele mexeu pela primeira vez no sistema de jogo, introduzindo o 4-1-4-1 no lugar do 4-2-3-1. Também sacou Jucilei e Marcinho do time titular para as entradas de Shaylon e Marcos Guilherme. Este último pode substituir o suspenso Cueva diante do Cruzeiro.

"O professor tem feito alguns testes, não quer dizer que vamos jogar dessa maneira. Tem procurado a melhor solução para o São Paulo. Mas, independentemente de quem jogar, vai dar o seu melhor para tirar o São Paulo dessa situação", encerrou o lateral de 31 anos.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade