0

Jogo-treino contra o Juventus vira exemplo no São Paulo para o Paulistão

Time da Mooca ficou na 'retranca' e venceu por 1 a 0 no CT de Cotia. Equipe tricolor espera postura defensiva dos rivais no Estadual

21 jan 2020
04h41
atualizado às 04h41
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A derrota por 1 a 0 no jogo-treino contra o Juventus virou exemplo no São Paulo para a disputa do Campeonato Paulista. O time da Mooca ficou na "retranca" e marcou na etapa final, com Thiago Rocha. O técnico Fernando Diniz utilizou a equipe principal no primeiro tempo e os reservas no segundo. A atividade aconteceu durante a pré-temporada do elenco no centro de treinamentos da base do clube, em Cotia.

Para o meia Vitor Bueno, o São Paulo terá pela frente adversários que adotarão a mesma estratégia defensiva. "Temos que relevar, a equipe deles ficou totalmente atrás, e acho que vamos encontrar bastante disso no Paulistão. Isso não interfere no nosso trabalho, acho que o trabalho está sendo bem feito", analisou o jogador.

Vitor Bueno também lembrou do outro jogo-treino realizado pelo São Paulo na pré-temporada. A equipe venceu a Caldense por 6 a 1, no primeiro teste de 2020. O adversário teve postura ofensiva e foi goleado no CT de Cotia. "A Caldense tentou marcar a gente lá em cima e acabou levando seis gols. Mas também não muda nada, temos que pensar no Água Santa e nos prepararmos para uma marcação lá em cima ou atrás", disse o meia, referindo-se ao adversário da estreia do São Paulo no Paulistão.

O São Paulo finaliza nesta terça-feira à tarde, no CT da Barra Funda, a preparação para o primeiro jogo oficial de 2020. A equipe enfrenta o Água Santa na quarta, às 21h30, pela estreia do Paulistão. Será o desafio inicial do time que busca encerrar o jejum de sete anos sem levantar um troféu.

"Não tenho meta, mas queremos um título esse ano. Se tiver protagonismo e mais gols, melhor ainda. Fazer gols é um dos meus objetivos, e estou trabalhando para ter um grande ano individualmente e coletivamente", afirmou Vitor Bueno.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade