3 eventos ao vivo

Jardine assume responsabilidade por má fase do São Paulo

7 fev 2019
01h20
  • separator
  • comentários

Em entrevista coletiva, o técnico André Jardine assumiu a responsabilidade pelo mau momento do São Paulo na temporada de 2019. Na noite desta quarta-feira, o time tricolor perdeu por 2 a 0 para o Talleres, na Argentina, e se complicou na Pré-Libertadores.

"Eu acho que tenho que assumir todo mau resultado, a partir do início do ano a responsabilidade é minha a nível de desempenho. Ano passado acho injusto fazer essa conexão, peguei um final de trabalho com uma identidade de jogo diferente do que acredito. Para o tempo que tivemos ano passado acredito que tivemos evolução. Mas o resultado nem sempre vem. Esse ano, sim, também me cobro bastante", afirmou o treinador, que prosseguiu.

"O São Paulo precisa jogar mais, precisa ter mais controle de jogo com a bola, mas não é um processo rápido. Estamos tentando usar todo tempo de treino que tem para evoluir algumas coisas sabendo que está enfrentando jogos decisivos. Eu ainda não tive todo tempo que preciso para implementar uma filosofia de um São Paulo mais dominante, com mais posse de bola. Mas essa responsabilidade é minha", acrescentou.

Questionado sobre a estreia na Libertadores, André Jardine admitiu que a atuação do São Paulo ficou aquém do esperado e tratou a expulsão de Hudson, aos 35 minutos do segundo tempo, como decisiva para o placar final.

"A avaliação obviamente não foi boa. O resultado acaba sendo expressivo, esmagando qualquer justificativa. Tivemos um certo controle do jogo no primeiro tempo, marcando mais baixo. No segundo tempo com um pouco mais de dificuldade de fazer isso. Acho que o fator do gol mexeu também, deu confiança ao adversário", declarou.

"Talvez no nosso melhor momento no jogo, a expulsão praticamente terminou com a condição de buscar o empate. O segundo gol acaba penalizando como um todo a atuação do segundo tempo especialmente", lamentou.

Apesar da delicada situação, o comandante disse que o time tem condições de buscar a virada e prometeu garra à torcida. Para se classificar, o Tricolor precisa vencer o jogo de volta, na próxima quarta-feira, no Morumbi, por três gols de diferença.

"Acho que o grupo tem bastante confiança que pode reverter. O resultado foi muito adverso, muito distante daquilo que a gente planejava aqui. Mas o São Paulo vai mostrar sua força no jogo de volta, a torcida pode ter certeza que a gente vai lutar muito, se entregar de corpo e alma pelo resultado", concluiu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade