PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Favoritar Time

Interesse da Argentina em Gabriel Neves expõe risco de desmanche no São Paulo com fim de contratos

Proposta de San Lorenzo a uruguaio deve 'abrir a porteira' das saídas no Tricolor

23 jun 2022 11h35
| atualizado às 12h37
ver comentários
Publicidade

Se por um lado o São Paulo vive dias complicados para o técnico Rogério Ceni escalar a equipe por conta dos oito desfalques por contusão, por outro a formação de uma base sólida na próxima temporada promete ser um desafio à diretoria. Isso porque o vínculo de nada menos que 11 atletas do atual plantel se encerra no final do ano.

Gabriel Neves em ação durante duelo com o Palmeiras, na última segunda (Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC)
Gabriel Neves em ação durante duelo com o Palmeiras, na última segunda (Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC)
Foto: Lance!

Pior do que isso, o Tricolor passou nesta semana a conviver com o fantasma das propostas para que esses atletas deixem o Morumbi ao fim de seus atuais vínculos.

O primeiro a entrar na lista dos sondados é o volante Gabriel Neves. O uruguaio, emprestado pelo Nacional-URU até 31 de dezembro recebeu sondagem do San Lorenzo, da Argentina, segundo revelou o portal TyC Sports.

Livre para assinar com quem quiser em julho, Neves, de 24 anos, pode acertar sua ida ao clube do Nuevo Gasómetro sem que haja compensação financeira ao Tricolor.

Segundo o LANCE! apurou, de todos os atletas nessa condição de fim de contrato, a diretoria tricolor iniciou as conversas para renovar com Thiago Couto, atual goleiro reserva imediato de Jandrei no elenco, com 23 anos. O acerto deve ser oficializado nos próximos dias.

Outras quatro opções também devem iniciar em breve as conversas pela renovação: o lateral-direito Igor Vinícius, o lateral-esquerdo Reinaldo, o zagueiro Walce e o maior ídolo do atual plantel, o atacante Jonathan Calleri. Todos eles têm sua permanência tida como prioritária. E assim como Neves, poderão assinar pré-acordos com outros clubes em julho.

Atendendo pedido de Ceni e do restante da cúpula do futebol, o Tricolor vai esperar para analisar as condições do volante Andrés Colorado e dos atacantes Jonas Toró e Éder. Os dois primeiros ainda carregam o sentimento de que precisam mostrar mais trabalho, enquanto o último, com salários beirando os R$ 700 mil mensais, é considerado caro.

Fecham a lista os veteranos Rafinha e Miranda, que o clube espera para ver o que pensam para a carreira na próxima temporada. O zagueiro fala abertamente em encerrar sua trajetória como jogador, enquanto o lateral-direito ainda não conversou com diretoria e comissão técnica sobre o assunto.

TABELA

> Confira jogos, classificação e simule resultados do Brasileirão-22

> Confira os jogos e resultados da Copa do Brasil-22

Lance!
Publicidade
Publicidade