PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Meu time

Grana e participação de torcedores em ativações do clube: o que esperar do fan token do São Paulo

O clube fechou um acordo para a criação de seu criptoativo. Acordo deve promover participação do torcedor em enquetes e promoções, além de render dinheiro ao Tricolor

9 out 2021 07h04
ver comentários
Publicidade

O São Paulo anunciou, nesta semana, um acordo com o Socios.com para a criação de um fan token do clube. Com o criptoativo, o Tricolor deve ganhar uma boa quantia de dinheiro e, ao mesmo tempo, proporcionar maior interação ao torcedor, que poderá ter voz ativa em algumas decisões do time. Veja o que pode ser feito com a nova parceria.

Tricolor anunciou acordo com o Socios.com (Foto: Reprodução)
Tricolor anunciou acordo com o Socios.com (Foto: Reprodução)
Foto: Lance!

Embora já sejam populares no exterior, tendo times como Barcelona, PSG e Inter de Milão já participando deste mercado, os fan tokens chegaram recentemente ao Brasil. Atualmente, três times possuem o criptoativo: Flamengo, Atlético-MG e Corinthians. Com isso, o São Paulo deve se tornar o quarto time do país a possuir um token.

Além dos clubes, seleções também criaram seus tokens. A própria Seleção Brasileira anunciou a sua, além da Argentina e de Portugal.

Um criptoativo nada mais é do que um ativo que pode ser adquirido através de criptomoedas e ser utilizado em transações dentro deste cenário. Os valores das compras e transações costumam ser convertidos para dólar.

De acordo com informação do jornalista Rodrigo Capelo, os times que já possuem parceria com a Socios.com tem contrato que estipulam que 50% do valor das compras dos tokens sejam transferidos aos clubes, o que pode render muito dinheiro ao São Paulo.

De acordo com o jornalista, o Atlético-MG e o Corinthians acumularam, somente no dia de estreia do token, U$ 1,7 milhão, equivalente a 850 mil ativos vendidos com preço unitário de U$ 2,00. O valor convertido em reais é de R$ 9.364.195,00 milhões, parcela considerável da folha salarial do Tricolor e valor útil para o clube adquirir maior equilíbrio financeiro.

Além dos 50% sob o valor das compras, os clubes que já criaram seus fan tokens tem cerca de 0,25 % de arrecadação a cada transação feita com o token. O Tricolor deve ter contrato nas mesmas bases.

Para o torcedor, os benefícios podem ser interessantes. Com o fan token, a torcida pode opinar e pedir músicas para serem tocadas no estádio no dia dos jogos, além de outras ativações, como a participação em enquetes, promoções, competições e outras ações desenvolvidas pelo departamento de marketing.

O São Paulo terá, ainda, uma diferença em relação aos outros clubes brasileiros que criaram uma fan token. Assim como a Internazionale de Milão, da Itália, o time terá em sua camisa um anúncio do ativo, uma publicidade para promover a aquisição do token entre os torcedores.

Ainda não foram anunciados detalhes do acordo, como valores, data de lançamento e o nome do token. As ativações promovidas também seguem sem serem reveladas.

Lance!
Publicidade
Publicidade