0

Fernando Diniz afirma que Pablo jogou no 'sacrifício' para ajudar o São Paulo

Jogador estava com uma lesão muscular no abdômen e entrou na vaga de Luciano, que precisa cumprir ainda mais dois jogos de suspensão na Libertadores

18 set 2020
07h10
atualizado às 07h10
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Após desfalcar o São Paulo por três jogos em razão de uma lesão muscular no abdômen, Pablo voltou a ficar à disposição para a partida contra o River Plate e foi titular no empate por 2 a 2 no Morumbi. De acordo com o técnico Fernando Diniz, o atacante atuou "no sacrifício".

"Temos que enaltecer o sacrifício que ele fez, era uma lesão que levaria mais tempo. Não sei se foi o ritmo que pesou ou o fato de poder estar sentindo algo da lesão, já que ele jogou no sacrifício para nos ajudar", disse o treinador.

Pablo entrou na vaga de Luciano, que precisa cumprir ainda mais dois jogos de suspensão na Libertadores por causa de confusão quando defendia o Grêmio no clássico contra o Internacional. Assim, a tendência é de que Pablo permaneça na equipe para o duelo com a LDU, na próxima terça.

Na avaliação de Fernando Diniz, o São Paulo não sentiu falta de Luciano no empate com o River Plate. Na parte final do segundo tempo, o treinador trocou os dois jogadores mais ofensivos: saíram Pablo e Vitor Bueno para a entrada de Brenner e Paulinho Bóia, respectivamente.

"Não acho que o maior problema do time seja falta de velocidade. Acho que temos que acreditar mais no nosso potencial. A gente praticamente remontou o time depois da pandemia, isso pesa. O River fez uma pressão alta na gente, conseguimos sair no primeiro, no segundo tivemos mais dificuldades. Nós também pressionamos, eles não saíram com a bola por baixo em nenhum momento da partida, coisa que tentamos e conseguimos no primeiro tempo . Como eu disse, foi um jogo difícil, que teve um certo equilíbrio, mas vi o São Paulo com mais chances de vencer", analisou Diniz.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade