0

Estreia de Silas no São Paulo completa 36 anos

17 mai 2020
08h39
atualizado às 08h39
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Meio-campista que integrou o vitorioso time dos "Menudos do Morumbi" na década de 80, Silas estreou como profissional no São Paulo há 36 anos. O primeiro jogo do então garoto de 18 anos foi tímido, mas as boas atuações e títulos conquistados com o passar do tempo o transformaram em um ídolo do Tricolor.

No dia 17 de maio de 1984, o São Paulo foi derrotado por 1 a 0 pelo Atlético-MG, no Pacaembu, em partida válida pelo Torneio Heleno Nunes. Depois de dois anos nas categorias de base do clube, Silas estreou no Tricolor ao substituir o também meia Pianelli.

Mesmo com pouco tempo na equipe profissional, Silas foi peça fundamental em um dos times mais marcantes da história do São Paulo, os "Menudos do Morumbi". A equipe comandada pelo técnico Cilinho conquistou a torcida tricolor com seu estilo de jogo envolvente, juntando revelações, como Muller, Sídnei e o próprio Silas, com jogadores consagrados, como Falcão e Pita, além de ter o atacante Careca como referência no ataque.

Silas fez parte dos "Menudos do Morumbi", equipe marcante do São Paulo na década de 80

O primeiro título de Silas veio logo em seu segundo ano como profissional. Diante de um Morumbi com mais de 100 mil torcedores, o São Paulo venceu a Portuguesa por 2 a 1 e se sagrou campeão do Campeonato Paulista de 1985. No jogo de ida da decisão, o Tricolor já havia vencido por 3 a 1. Silas foi titular nos dois confrontos.

Em 1986, Silas participou da emocionante conquista do Campeonato Brasileiro. Em Campinas, terra natal do meio-campista, o São Paulo empatou em 3 a 3 com o Guarani, em final de tirar o fôlego, e foi campeão nos pênaltis. Naquele ano, Silas ainda seria convocado pela Seleção Brasileira pela primeira vez e faria parte da equipe que disputou a Copa do Mundo no México.

A terceira e última conquista de Silas com a camisa do São Paulo foi o Campeonato Paulista de 1987. Mais uma vez, o meia foi titular nas duas partidas da decisão e viu o Tricolor superar o rival Corinthians e ficar com a taça. Em agosto de 1988, foi negociado com o Sporting-POR. Onze anos depois, retornou ao Morumbi, mas em uma curta passagem. No total, foram 170 jogos e 35 gols com o manto vermelho, preto e branco.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade