4 eventos ao vivo

Em primeiro teste de grandeza, novo São Paulo estreia na temporada

Reforçado, time de André Jardine enfrenta o Eintracht Frankfurt, às 22h (de Brasília), pela Florida Cup

10 jan 2019
04h41
atualizado às 04h41
  • separator
  • comentários

Se 2018 foi o ano de plantar, nada mais justo do que cobrar do São Paulo que esta seja a temporada da colheita e da retomada das campanhas vitoriosas. Não que o título da Florida Cup, torneio amistoso pelo qual o time estreia nesta quinta-feira, contra o Eintracht Frankfurt-ALE, às 22h (de Brasília), vá mudar a cotação do dólar. Mas servirá, no mínimo, como primeiro teste para se medir o quão fortalecida está a versão 2019 da equipe após as contratações realizadas.

Em tese, todos os problemas que impediram maior sucesso no ano passado foram resolvidos. Vamos a eles:

Bom time, elenco limitado

O grupo cresceu em número de peças (chegaram sete novas caras) e qualidade, com reforços como Tiago Volpi, Hernanes e Pablo, que deverão iniciar o jogo contra os alemães entre os 11 - a ideia da comissão técnica é utilizar dois times distintos em cada tempo do jogo desta quinta. Em 2018, quando lesões e suspensões impediam Diego Aguirre de escalar força máxima, a performance caía drasticamente. Agora, André Jardine conta com ao menos duas boas peças para quase toda posição. Há, aliás, inchaço no elenco, o que tem obrigado a diretoria a negociar alguns empréstimos.

Insegurança no gol

O São Paulo volta, ao menos em tese, a ter um goleiro confiável. No ano passado, Sidão não agradava nem na boa fase, e Jean ainda é considerado imaturo para preencher a lacuna deixada desde a aposentadoria de Rogério Ceni, no fim de 2016. Com 28 anos, Volpi traz do México o status de ídolo local adquirido graças a quatro boas temporadas defendendo o Querétaro.

Âusência de ídolo em campo

Este é outro fator que muda o clube de patamar em 2019: há um ídolo da torcida em campo. Hernanes, repatriado para uma terceira passagem pelo Morumbi, é bicampeão brasileiro (2007 e 2008) e ajudou a evitar o que seria o primeiro rebaixamento à Série B da história tricolor, em 2017, quando esteve emprestado por apenas seis meses. Na última temporada, os maiores ídolos estavam nos bastidores: Raí, diretor executivo de futebol, e Lugano, superintendente de relações institucionais.

Falta de um goleador nato

Mais por um projeto pessoal (cavar vaga na seleção brasileira) do que por planejamento do clube, Diego Souza virou o centroavante do São Paulo em 2018. No fim das contas, foi o artilheiro da equipe na temporada, com 16 gols. Mas a chegada de Pablo faz Jardine ter um homem-gol de origem e em alta, após brilhar no Athletico-PR. Os dois poderão até atuar juntos, como o reforço disse em sua apresentação, mas o recém-contratado vem com a missão de ser a principal referência de área da equipe.

Por todos esse motivos, o São Paulo abre sua caminhada cercado de expectativa. Por mais que a Florida Cup seja só um torneio amistoso, começar com o pé direito será essencial, até porque a primeira decisão da temporada será já no início de fevereiro: o duelo eliminatório da Pré-Libertadores, contra o Talleres-ARG, nos dias 6, na Argentina, e 13, no Brasil.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Bruno Peres, Arboleda, Anderson Martins e Reinaldo; Hudson, Jucilei e Hernanes; Helinho, Pablo e Everton. Técnico: André Jardine.

EINTRACHT FRANKFURT: Kevin Trapp; Salcedo, Falette e N'Dicka; Danny da Costa, Gacinovic, Gelson Fernandes, Willems e Kostic; Haller e Jovic. Técnico: Adi Hütter.

LOCAL: Al Lang Stadium, na Flórida (EUA).

HORÁRIO: 22h (de Brasília).

TV: Band e SporTV 2.

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade