1 evento ao vivo
Logo do São Paulo
Foto: Marcos Bezerra / Futura Press

São Paulo

Dorival explica saída de Jucilei e revela reunião com Gilberto

9 out 2017
08h00
atualizado às 08h00
  • separator
  • comentários

Dorival Júnior causou espanto em muita gente quando resolveu sacar Jucilei do time titular do São Paulo para dar oportunidade a Militão no setor, algo que não durou mais que um tempo de jogo. Mas, ao testar um esquema com Lucas Fernandes, Marcos Guilherme e Cueva juntos, o volante grandalhão voltou a ser o escolhido para deixar a equipe. Em entrevista ao programa Mesa Redonda , da TV Gazeta , o comandante tricolor explicou o motivo de sua opção e avisou que Jucilei agora será cobrado no intuito de aparecer mais na área adversária, como fazia muito no tempo em que brilhou pelo Corinthians.

"Eu vinha jogando com Jucilei, Petros e Hernanes e eu senti que existia pouca mobilidade, eu tive que abrir mão de um, a transição ficava um pouco lenta pela característica de um ou outro e pela maneira do Hernanes jogar, muitas vezes mais carregando do que liberando bola", contou Dorival.

"O próprio Jucilei percebeu isso, ele mesmo está liberando mais a bola, ele também tem esse lado de partir em direção ao gol. Você acaba tento uma morosidade maior nessa transição, nessa chegada rápida. Eu tive que abrir mão de um, eu expliquei isso para o Jucilei", continuou o treinador.

E tudo isso se baseia muito na função de Hernanes. Desde que chegou, o Profeta passou a desempenhar um estilo de jogo que o São Paulo não tinha como característica em nenhum de seus atletas até então.

"Ele tem essa leitura, tem uma capacidade de carregar a bola que poucos têm, infiltrando, cortando, são meias que fazem esse tipo de jogada. Ele, por origem, era segundo volante, nos últimos anos ele abriu mão de jogar um pouco mais recuado para chegar na área adversária. Ele me posicionou isso quando chegou, ele se aproxima nesse movimento que o Paulinho (do Barcelona e da Seleção) faz", comparou.

Durante o programa, Dorival Júnior foi questionado sobre o centroavante Gilberto, que tem 12 gols pelo Tricolor no ano, mas não é utilizado há quatro rodadas e chegou a ser envolvido em uma polêmica fora dos campos depois que seu empresário avisou, via imprensa, que o centroavante procuraria outro clube em 2018 em função das poucas oportunidades recebidas desde que Lucas Pratto foi contratado. E o técnico revelou que teve uma reunião particular com o camisa 17 pouco antes da sabatina no Mesa Redonda justamente para tratar desse assunto.

"Eu cobrei do Gilberto e, por coincidência, ainda hoje tive uma reunião com ele nesse sentido. Hoje ele voltou a focar, está concentrado nos objetivos da equipe, até coloquei para ele que eu estou em débito com ele, e não ele comigo nesse momento, pelo o que ele vem realizando nos últimos dias. Até então ele não vinha totalmente concentrado", admitiu Dorival Júnior, antes de deixar claro que não vê problema em escalar dois homens de área juntos.

"Dá, sem problema nenhum, até porque o Pratto sai muito (da área), quase como um meia, tendo o Gilberto mais enfiado. Mas, nós não temos uma jogada de fundo definida, principalmente pelo lado direito, já que o Militão é um volante, um zagueiro", observou o técnico, que também saiu em defesa de seu titular que já não marca gol há dez jogos.

"O esquema não alterou em nada a função do Pratto, ele tem liberdade, é o momento apenas. Incomoda e é natural que incomode, principalmente para o ataque, é natural que isso crie uma insatisfação momentânea, mas a maneira com que ele tem contribuído para a equipe acaba compensando. Daqui a pouco isso vai acontecer (o gol)", disse.

Para encerrar, como não podia ser diferente, Dorival Júnior deixou os estúdios da TV Gazeta garantindo que o São Paulo não irá jogar a Série B do Campeonato Brasileiro de 2018, e explicou os motivos para sua convicção.

"Tenho certeza que o São Paulo vai permanecer na Série A pelo trabalho que está sendo desenvolvido e pela maneira como os jogadores estão se comportando, isso me passa uma confiança grande. Ainda vamos oscilar, a equipe vem evoluindo e a gente vem sentindo, mas é natural que ainda oscile por estar vivendo esse momento", concluiu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade