2 eventos ao vivo

Do avião ao Morumbi: como Raí levou o São Paulo ao título em 98

14 abr 2019
08h03
  • separator
  • 0
  • comentários

O último título do São Paulo sobre o Corinthians teve um importante membro da atual diretoria como herói. Em 1998, Raí Souza Vieira de Oliveira deixou a França às pressas para voltar a defender a camisa tricolor e ser decisivo na conquista do título paulista.

Em 10 de maio daquele ano, em um ensolarado Dia das Mães, o ex-meia desembarcou no Brasil e foi direto do aeroporto para a concentração do São Paulo. Era o retorno dele ao clube pelo qual havia sido campeão de tudo no início da década de 1990, após cinco anos no Paris Saint-Germain.

A missão em sua reestreia era complicada: ajudar o São Paulo, então comandado por Nelsinho Baptista, a virar o placar contra o Corinthians de Vanderlei Luxemburgo, que havia vencido o jogo de ida por 2 a 1, com gols de Marcelinho Carioca e Cris - Fabiano descontou para o Tricolor.

Mas nada como a habilidade para superar a falta de entrosamento e o desgaste da viagem. Aos 30 minutos de jogo, Raí abriu o placar de cabeça. No começo da etapa final, Didi empatou para o Corinthians e pôs em cheque a conquista do São Paulo.

Pouco depois, no entanto, França tabelou com o "Terror do Morumbi" e recolocou o Tricolor em vantagem. Perto do fim, o atacante marcou outro e definiu o 19º título estadual do São Paulo.

Quase 21 anos depois daquela tarde histórica, Raí está novamente envolvido em uma decisão contra o Corinthians. Desta vez como diretor-executivo de futebol do São Paulo, o ponderado dirigente ressalta o equilíbrio da disputa, mas vê sua equipe com chances de ganhar o Paulistão após 14 anos de jejum.

"Em 1998 foi uma situação bem atípica. Cheguei para o último jogo, o Corinthians tinha vencido o primeiro, então era o favorito. Neste momento, o São Paulo vem de uma recuperação", relembra Raí, que tratou de jogar a responsabilidade para o rival.

"O Corinthians, apesar da classificação difícil contra o Santos, está jogando há mais tempo, tem um treinador que conhece o elenco. O São Paulo tem a sua chance, mas sabe que vai ter muita dificuldade, como teve naquele momento. Espero que a gente surpreenda novamente e consiga ganhar o título", completou.

Por ter somado menos pontos que o Corinthians, o São Paulo fará o primeiro jogo da final no Morumbi, neste domingo, às 16 horas (de Brasília). A volta será realizada no mesmo horário do dia 21, na Arena de Itaquera.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade