2 eventos ao vivo

Diniz diz que repercussão da queda do São Paulo para seu trabalho é "péssima"

30 jul 2020
06h05
atualizado às 06h05
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O São Paulo viu o sonho de conquistar o Campeonato Paulista acabar nesta quarta-feira, depois de ser derrotado por 3 a 2 pelo Mirassol, no Morumbi, pelas quartas de final da competição. O Tricolor não conseguiu repetir o desempenho apresentado antes da paralisação e perdeu a segunda partida após o retorno do futebol.

Após o apito final, Fernando Diniz comentou sobre o impacto da eliminação em seu trabalho. O treinador destacou que o time precisa responder positivamente dentro de campo na próxima partida que disputar.

"A repercussão é péssima. Não tenho muito o que dizer sobre isso, porque o torcedor merecia muito mais do que a gente apresentou no jogo contra o RB Bragantino e hoje. Então, não tem repercussão para ter, a gente precisa aceitar aquilo que vem e, quando o São Paulo for jogar de novo, responder de uma maneira positiva dentro do campo. Não tem outra coisa para fazer no momento, pedir desculpa para o torcedor e seguir", afirmou o técnico.

Diniz também falou sobre o que espera ouvir dos torcedores após a eliminação. O treinador acredita que as últimas duas derrotas do time são injustificáveis.

"Não dá pra você prever totalmente como será a relação com o torcedor. Ele tem todo o direito de reagir, e é isso que fará agora, com insatisfação, cobrando o time como tem que ser cobrado. A gente tem que saber suportar isso e trabalhar mais. Temos que dar resultado dentro de campo. Não tem muito o que falar agora, como justificar o jogo contra o Bragantino, assim como o de hoje, a gente tem que trabalhar e mostrar coisas diferentes dentro do campo", finalizou Diniz.

Com a eliminação no Paulista, o São Paulo voltará a campo apenas no dia 9 de agosto, quando enfrentará o Goiás, fora de casa, na primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade