PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Meu time

De olho no Majestoso, Ceni tem dor de cabeça adiada com novidades no setor defensivo

17 out 2021 07h02
| atualizado às 07h02
ver comentários
Publicidade

O empate contra o Ceará marcou o retorno de Rogério Ceni ao comando do São Paulo. De olho no Majestoso, o treinador será obrigado a mexer na defesa tricolor, que terá o desfalque de Miranda e o retorno de Arboleda.

Rogério Ceni tenta iniciar um novo capítulo no São Paulo. Depois de uma primeira passagem frustrante, o ídolo retorna ao Morumbi mais consolidado como profissional no cargo de técnico.

Diante de suas convicções e ideias para o campo, Ceni indicou ao longo de sua carreira uma preferência à linha de quatro defensores - já utilizada contra o Ceará.

Em sua estreia, o treinador apostou em Orejuela, Miranda, Léo e Reinaldo para compor o sistema defensivo.

Para o clássico contra o Corinthians, Ceni não poderá contar com o experiente zagueiro Miranda - suspenso com três amarelos. Para o seu lugar, o São Paulo poderá ter Arboleda, que retornou após defender a Seleção Equatoriana nas Eliminatórias.

A ausência de Miranda impede que Ceni possa repetir o sistema defensivo apresentado por Hernán Crespo. O argentino apostava na última linha formada pelo trio Arboleda, Miranda e Léo.

A tendência é que a linha de quatro ganhe sequência. Porém, o técnico precisará decidir quem bancar do trio que outrora era considerado titular. Por enquanto, Rogério Ceni está livre dessa dor de cabeça.

O encontro entre São Paulo e Corinthians acontece na próxima segunda-feira, às 20h, no Morumbi. A vitória no Majestoso pode significar um novo fôlego para o tricolor na reta final de temporada.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade