1 evento ao vivo

Culpa do São Paulo? Daniel Alves perde vaga na Seleção de Tite

23 out 2020
16h47
atualizado às 16h47
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Nesta sexta-feira, Tite anunciou a convocação da Seleção Brasileira para os próximos dois compromissos pelas Eliminatórias da Copa de 2022, contra a Venezuela e o Uruguai. Para a lateral-direita, o treinador optou por chamar Danilo (Juventus) e Gabriel Menino (Palmeiras), deixando Daniel Alves, do São Paulo, de fora da lista.

É a primeira vez que Tite deixa de convocar o veterano por opção técnica. O jogador também não foi chamado para os jogos contra Bolívia e Peru, porém à época ainda se recuperava da fratura no antebraço, que o tirou de combate por cerca de um mês.

Desde que voltou de lesão, Daniel Alves ainda não conseguiu apresentar regularidade dentro de campo com a camisa do São Paulo. O meia teve atuações apagadas em jogos importantes pela Libertadores, decepcionando a torcida, que acreditava que o jogador poderia chamar a responsabilidade nesses momentos.

Com Tite, Daniel Alves sempre atuou como lateral-direito, mesmo que com a bola fosse deslocado para a faixa central. No entanto, desde que desembarcou no São Paulo, o camisa 10 deixou claro que sua preferência é por atuar no meio-campo, já que toca mais vezes na bola.

Com a lesão de Igor Vinícius, Fernando Diniz testou alternativas para a posição. Além de Tchê Tchê, Daniel Alves também foi testado no setor, porém teve um desempenho fraco no jogo contra o Grêmio, pelo Brasileirão. O treinador voltou a falar sobre a utilização do experiente jogador, reforçando que tem a predileção por escalá-lo no meio-campo.

"O Daniel quase sempre joga por dentro comigo. O Daniel é um jogador de qualidade extra série e, do jeito que a gente joga, por dentro ele pega mais na bola e na lateral-direita ele é pouco acionado. Acho que a gente perde com ele na lateral mais do que ganha. Se tiver um jogo que estiver fluindo muito e a bola estiver chegando para terminar as jogadas, o Daniel pode jogar na lateral e será útil, como foi no jogo contra o Fortaleza", afirmou Diniz.

Até 2019, Daniel Alves tinha uma papel importante na Seleção Brasileira. Além de ter uma função tática relevante na construção ofensiva da equipe de Tite, o lateral-direito também foi o capitão e o responsável por erguer a taça da Copa América conquistada no ano passado.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade