0

Cuca já perdeu Paulista para o São Paulo como atleta do Palmeiras

7 abr 2019
07h22
atualizado às 07h22
  • separator
  • 0
  • comentários

Um dos principais personagens do Choque-Rei deste domingo, Cuca já participou do clássico como técnico e jogador. Em 1992, na condição de atleta do Palmeiras, clube que torcida na infância, o então meia-atacante acabou derrotado pelo São Paulo na final do Campeonato Paulista.

Cuca viveu seu auge pelo Grêmio no fim da década de 1980 e chegou ao Palmeiras em 1992. Apresentado ao lado de Maurílio pelo novo clube, o atacante foi uma das primeiras contratações da vitoriosa Era Parmalat, iniciada justamente naquela temporada.

Ao lado de nomes como Mazinho, César Sampaio, Evair e Zinho, sob o comando de Otacílio Gonçalves, o Chapinha, Cuca participou da campanha que terminou com o vice-campeonato paulista de 1992. Ele foi titular nas duas finais, vencidas pelo São Paulo (4 x 2 e 2 x 1).

Cuca deixou o Palmeiras após 24 jogos (13 vitórias, quatro empates e sete derrotas) e sete gols. Com a equipe na fila desde 1976, o atacante chegou a simular o gesto de colocar uma faixa no peito ao balançar as redes, mas não permaneceu no clube em 1993, ano em que o tabu finalmente acabou com o título paulista.

De volta ao Palmeiras como técnico em 2016, o ex-meia-atacante enfim foi campeão pelo time alviverde ao ganhar o Campeonato Brasileiro, quebrando jejum de 22 anos. O treinador ainda retornou em 2017, mas não conseguiu reeditar o sucesso da temporada anterior.

O Choque-Rei deste domingo, previsto para as 16 horas (de Brasília), marca a reestreia de Cuca pelo São Paulo, clube que dirigiu 2004. Após empate sem gols no Morumbi, o vencedor avança à final do Campeonato Paulista e uma nova igualdade leva a decisão aos pênaltis.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade