0

Crespo conta com Dani Alves e deixa reforços para diretoria

Técnico argentino quer pensar mais para frente e para isso conta com o apoio de atletas importantes do elenco

1 mar 2021
05h11
atualizado às 07h38
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Para quem teve apenas dois treinamentos com o grupo de jogadores, o argentino Hernán Crespo saiu satisfeito com o que o São Paulo produziu no empate por 1 a 1 com o Botafogo de Ribeirão Preto, no domingo, no estádio do Morumbi, em São Paulo, pela estreia do Campeonato Paulista. Mas o técnico quer pensar mais para frente e para isso conta com o apoio de atletas importantes do elenco.

Hernán Crespo chegou cedo ao Morumbi para assistir ao clássico contra o Palmeiras (Foto: Divulgação/saopaulofc.net)
Hernán Crespo chegou cedo ao Morumbi para assistir ao clássico contra o Palmeiras (Foto: Divulgação/saopaulofc.net)
Foto: Gazeta Esportiva

O treinador deixou claro que conta com o meia Daniel Alves para construir o seu time. "Para mim o Daniel Alves é muito importante", declarou Crespo.

O argentino não quis responder se tinha recebido, por parte dos dirigentes do São Paulo, uma previsão para a chegada de reforços para a temporada. Crespo deixou claro que essa pergunta teria que ser feita aos dirigentes.

"Eu não entro em questões econômicas, só técnicas e futebolísticas. É esperar. Eu sabia que, quando vim para o São Paulo, não teríamos tempo, que a reconstrução seria difícil, mas aceitei o trabalho com serenidade e tranquilidade, sabendo que há material humano para crescer. Os dirigentes podem responder sobre o tempo que necessitam para algum reforço chegar", afirmou.

No empate contra o Botafogo-SP, Crespo escalou o time com três zagueiros, mas afirmou que esta não deve ser uma formação frequente no São Paulo. "Optamos por três zagueiros, mas também podemos jogar com uma linha de quatro porque nem todas as partidas e adversários são iguais. Para jogar com uma linha de quatro ou com três zagueiros é necessário tempo e trabalho. Vamos tentar nos adaptar às necessidades da partida, mas o que não vai mudar é a ideia, a proposta de sermos protagonistas", concluiu.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade