Logo do

São Paulo

Meu time

Crespo aproveita base, mas adverte: "Não vou presentear ninguém"

4 mar 2021
07h03 atualizado às 07h03
0comentários
07h03 atualizado às 07h03
Publicidade

Hernán Crespo parece disposto a aproveitas os jovens vindos das categorias de base do São Paulo em seu início de trajetória no clube. Nesta quarta-feira, contra a Inter de Limeira, além de Luan e Gabriel Sara, titulares, Welington, Galeano e Rodrigo Nestor foram acionados no segundo tempo, mas o treinador argentino tratou de advertir o elenco de forma geral sobre o que vai ditar suas escolhas em relação ao time.

"Para mim, é um prazer dar a possibilidade de jogar aos jovens, por isso fui a Cotia, quis ver como se trabalha. Mas, tem que merecer, todos, desde o mais experiente até o mais jovem tem que merecer vestir a camisa do São Paulo. Não vou presentear ninguém", afirmou Crespo.

Com a crise financeira vivida pelo clube, os jovens revelados em Cotia se tornaram uma alternativa preciosa para compor o elenco e mantê-lo competitivo. Essa cultura foi herdada da última gestão, mas, agora com um novo técnico no comando da equipe e com a chegada de reforços, a disputa pela titularidade certamente será mais disputada.

"É bonito ver novas promessas, jogadores, isso é bom, e encontraram um treinador que está aberto a dar oportunidades sempre que os jogadores tiverem respeito, disciplina, ordem e vontade de trabalhar", completou o argentino.

Trabalhar, de fato, é algo que vem sendo feito pelo elenco do São Paulo desde a chegada de Hernán Crespo. Sem pré-temporada e um longo intervalo entre as partidas, o treinador vem optando por fazer trabalhos táticos e de bola parada até no dia dos jogos em casa, horas antes de a bola rolar. Neste sábado, contra o Santos, a prática deve se repetir.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade