1 evento ao vivo
Logo do São Paulo
Foto: Marcos Bezerra / Futura Press

São Paulo

Com dois de Nenê, São Paulo passa fácil pelo Vitória

Time tricolor fez 3 a 0 em casa e assume pelo menos temporariamente a vice-liderança do Brasileirão; Everton também marcou

12 jun 2018
23h28
atualizado às 23h35
  • separator
  • comentários

Só dois dos 18 gols do São Paulo no Brasileirão não surgiram de jogadas de Nenê , Everton e Diego Souza . Nesta terça (12), o destaque foi o meio-campista camisa 7, que marcou dois no triunfo sobre o Vitória por 3 a 0 no Morumbi . Everton deu assistência e marcou o terceiro. Os tentos marcados em casa isolam Nenê na artilharia do São Paulo na temporada com dez gols.

Abusando do poderio ofensivo, o time não tomou conhecimento dos rivais baianos e dorme vice-líder do Brasileirão , com 23 pontos, a três do Flamengo , que enfrenta o Palmeiras nesta quarta (13). Agora, o time só joga depois da Copa , justamente contra os cariocas, pela 13ª rodada, no dia 18 de julho.

São Paulo abriu o placar com Nenê
São Paulo abriu o placar com Nenê
Foto: Fernando Dantas / Gazeta Esportiva

O jogo

Embalado pela torcida no Morumbi, o São Paulo foi para cima dos baianos já nos primeiros minutos de jogo e mostrou disposição para lutar pelas primeiras posições do torneio. Diego Souza e Jucilei foram os primeiros a arriscar. O atacante foi travado pela zaga baiana após bom lançamento de Nenê. Jucilei tentou a sorte de fora da área, mas viu a bola subir muito.

O São Paulo fazia pressão. Em boa noite, Nenê recebeu da direita de Araruna e fugiu da marcação de Lucas Marques para ainda ajeitar a bola na entrada da área e chutar colocado no ângulo direito de Elas. Um golaço no camisa 7, aos 21 do 1º tempo.

Vitória x São Paulo abriu a 12ª rodada do Campeonato Brasileiro
Vitória x São Paulo abriu a 12ª rodada do Campeonato Brasileiro
Foto: Fernando Dantas / Gazeta Esportiva

O gol abateu o Vitória, que tentava explorar contra-ataques nos erros tricolores. Aos 34 do primeiro tempo, um lance polêmico. Em forte marcação, Yago tentou evitar que Nenê se aproximasse da área rubro-negra agarrando-o, mas acertou com o braço esquerdo no rosto do meia tricolor. O árbitro Igor Junio Benevenuto não pensou duas vezes, e expulsou o jogador do Vitória, para ira dos baianos.

Atrás no marcador e com um jogador a menos, os baianos viram o São Paulo crescer no jogo. E no minuto seguinte à confusão, Nenê puxou contra-ataque, lançou para Everton pela esquerda e, após ser interceptado pela zaga, achou o meia livre de marcação no meio da área. Nenê chutou de primeira e ampliou para o São Paulo, aos 41.

Nenê comemora gol pelo São Paulo sobre o Vitória
Nenê comemora gol pelo São Paulo sobre o Vitória
Foto: Alê Vianna / Agência Eleven / Gazeta Esportiva

No segundo tempo, o São Paulo surpreendeu o Vitória mantendo a mesma postura ofensiva da primeira parte, a despeito de um esperado recuo pela vantagem no placar. O terceiro gol não demorou. Aos 8, Lucas Fernandes cruzou da direita e a bola desviou em Jeferson antes de sobrar no meio da área. Everton foi o primeiro a chegar e, numa pancada de primeira, ampliou o marcador.

Depois foi controlar o placar. Com ampla vantagem, o São Paulo passou a explorar as pontas. Brenner, centralizado, e Caíque, pela direita, davam velocidade às investidas tricolores. Os mandantes também perderam um jogador, Lucas Fernandes, expulso no segundo tempo pelo segundo amarelo, depois de solada em Neílton.

Everton marcou o terceiro da equipe tricolor
Everton marcou o terceiro da equipe tricolor
Foto: Adriana Spaca / Framephoto / Gazeta Esportiva

FICHA TÉCNICA

São Paulo 3 x 0 Vitória

São Paulo: Sidão; Araruna, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Jucilei, Hudson e Lucas Fernandes; Nenê (Liziero), Everton (Caíque) e Diego Souza (Brenner). Técnico: Diego Aguirre.

Vitória : Elias; Cedric, Bruno Bispo, Ramon e Jeferson; Lucas Marques, Rhayner (Guilherme Costa), Neilton, Yago e Wallyson (Rodrigo Andrade); André Lima (Lucas Fernandes). Técnico: Vagner Mancini.

Gols: Nenê, aos 21' e aos 41' do 1º tempo. Everton, aos 8' do 2º.

Amarelos: Bruno Bispo, Neilton, Hudson, L. Fernandes (São Paulo), Jucilei e Nenê.

Vermelhos: Yago e L. Fernandes (São Paulo).

Árbitro: Igor Junio Benevenuto (MG).

Público: 20.546

Renda : R$ 468.036,00

Local: Morumbi.

Estadão Conteúdo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade