PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Meu time

Cinco pontos acima da zona de risco, São Paulo mira 'decisão' em casa, mas rivais podem salvá-lo no dia anterior

Time pegará o Juventude em duelo entre ameaçados de queda na segunda-feira, mas existe chance de o Tricolor ter permanência na elite garantida por Corinthians e Flu já no domingo

3 dez 2021 09h13
| atualizado às 10h31
ver comentários
Publicidade

Ao ser derrotado por 3 a 0 pelo Grêmio e ainda ver o Atlético-MG bater o Bahia por 3 a 2 na vitória que garantiu ao Galo o título nacional, o São Paulo seguiu em 12º lugar do Campeonato Brasileiro, com 45 pontos, e permaneceu cinco pontos à frente do clube de Salvador, que encabeça a zona de rebaixamento, na 17ª posição. E com duas rodadas a serem disputadas nesta reta final, o time enfrentará o Juventude, na próxima segunda-feira, no Morumbi, em um duelo direto entre dois rivais que poderão ainda estar ameaçados de queda à Série B.

Miranda no jogo contra o Grêmio: time tomou 3 a 0 no Sul e continua ameaçado (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)
Miranda no jogo contra o Grêmio: time tomou 3 a 0 no Sul e continua ameaçado (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)
Foto: Lance!

Com um jogo a menos do que o Tricolor, o clube de Caxias do Sul subiu para a 14ª colocação, com 43 pontos, ao vencer o Red Bull Bragantino por 1 a 0, na última terça-feira, em casa. E tem a chance de ultrapassar a equipe são-paulina nesta sexta, quando enfrenta o Fortaleza, no Ceará, ainda pela 36ª rodada. E mesmo que não pontue no Castelão, o time gaúcho contará com uma nova chance de deixar o clube paulista para trás no confronto de segunda-feira.

Em meio a este cenário de risco, porém, existe a possibilidade de o São Paulo entrar em campo para encarar o Juventude já com a sua permanência na elite nacional garantida por antecipação. Isso ocorrerá se o Grêmio não vencer o Corinthians, na Neo Química Arena, e o Bahia não derrotar o Fluminense, na Fonte Nova, em dois jogos da penúltima rodada que ocorrerão neste domingo.

Com 39 pontos e na 18ª posição, o time gremista pode no máximo igualar a atual pontuação do Tricolor nas duas rodadas finais. Já a equipe baiana, com 40 pontos, pode atingir um total de 46 e não terá mais como alcançar os são-paulinos se não superar o rival carioca em Salvador. Assim, o Timão e o Flu salvarão o São Paulo se pelo menos empatarem os seus confrontos deste domingo, ambos marcados para começar às 16h (pelo horário de Brasília).

Após a derrota para o Grêmio, entretanto, o técnico Rogério Ceni exaltou a importância que a presença da torcida são-paulina em peso no Morumbi poderá ter para o Tricolor bater o Juventude e encerrar qualquer possibilidade de cair à Série B. O comandante já fez essa projeção também por saber que não pode ficar contando com resultados de outras partidas nesta reta final.

- Eu tenho certeza de que o torcedor vai estar lá apoiando como sempre. Mesmo depois da vergonha que passamos hoje (quinta-feira), ele não vai se afastar, deixar de estar no Morumbi. E passa combustível pra que o time tenha força pra vencer o juventude e consequentemente se livrar desse perigo de rebaixamento - ressaltou Ceni, em entrevista coletiva na Arena do Grêmio.

RISCO DE CAIR ATÉ TRÊS POSIÇÕES NESTA SEXTA-FEIRA

O São Paulo corre o risco de cair até três posições nesta sexta-feira, quando a 35ª e a 36ª rodada do Brasileirão serão encerradas com quatro duelos. Pela última destas jornadas da competição, a próxima noite terá o confronto entre Juventude e Fortaleza, às 21h, no Castelão, e ainda o Atlético-GO enfrentando a lanterna e rebaixada Chapecoense, às 20h, na Arena Condá, em Chapecó.

O time de Caxias do Sul pode ultrapassar o Tricolor com uma vitória. E ao clube goiano, atual 13º colocado, bastará um empate para ficar à frente dos são-paulinos. Com 44 pontos e o mesmo número de vitórias (10) do time de Ceni, a equipe tem um gol a mais de saldo, segundo critério de desempate. Assim, os atleticanos precisam apenas igualar os 45 pontos do Tricolor para ultrapassá-lo antes de encarar o Inter na segunda-feira, no Beira-Rio, pela penúltima rodada.

E há outros dois times que se enfrentam nesta sexta com a chance de deixar o São Paulo para trás. O Cuiabá, 15º colocado, com 43 pontos, pega o Athletico-PR, 16º, com 42, às 19h, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 35ª rodada. E quem ganhar ficará à frente do Tricolor. O clube do Mato Grosso porque iria aos 46 pontos e o Furacão pelo fato de que igualaria os 45 dos são-paulinos e já possui duas vitórias a mais (12 a 10), primeiro critério de desempate.

Desta forma, se todos os resultados desta noite forem desfavoráveis, a equipe de Ceni poderá entrar na penúltima rodada do Brasileirão como 15ª colocada. E o único jogo desta sexta-feira que não interessa ao Tricolor é o confronto entre o vice-líder Flamengo e o penúltimo colocado e já rebaixado Sport, às 20h, na Arena Pernambuco, que fechará a 35ª jornada da competição nacional.

Dividindo as atenções entre a sua preparação para as duas rodadas finais e os resultados dos outros jogos, o São Paulo ainda não sabe o que o futuro lhe reserva neste Brasileirão, mas tem duas certezas. Uma é a de que precisa dar uma boa resposta aos seus torcedores na segunda-feira, no seu último jogo do ano no Morumbi, após a péssima atuação no Sul. E a outra é a de que tentará vencer o América-MG, no estádio Independência, em Belo Horizonte, na próxima quinta, quando espera já estar livre do rebaixamento e buscando um novo objetivo neste seu compromisso derradeiro pela competição nacional.

Lance!
Publicidade
Publicidade