PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Favoritar Time

Ceni levanta dúvidas sobre arbitragem por abraços e beijos em jogadores da Católica

1 jul 2022 - 00h57
Ver comentários
Publicidade

O técnico Rogério Ceni levantou dúvidas sobre a arbitragem após a vitória do São Paulo por 4 a 2 sobre a Universidad Católica, nesta quinta-feira, pela ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Isso porque o Tricolor teve três jogadores expulsos no segundo tempo, e ao fim da partida o uruguaio Christian Ferreyra cumprimentou os atletas da equipe chilena com abraços e beijos.

Igor Vinícius, Rodrigo Nestor e Calleri receberam cartão vermelho na etapa complementar. Para Rogério Ceni, o lance em que o lateral-direito acabou sendo expulso foi o mais questionável de todos.

"Nós não podemos falar de arbitragem, mas é preciso repensar. E temos que ter mais força na Conmebol. Anos atrás tínhamos força. Hoje não temos tanta força. Ao fim do jogo, quando você vai cumprimentar o árbitro e ele dá beijo nos jogadores deles… creio que pode fazer isso, é respeitoso, mas não sei.Ttrês expulsos nossos e o árbitro dando abraços e beijo neles… um integrante da nossa comissão técnica vai cumprimentá-lo, e ele diz que pra ele não há cumprimento. Estranho", comentou Ceni.

Depois de ir para o intervalo com a vitória parcial por 3 a 0, o São Paulo sofreu um duro golpe logo no primeiro minuto do segundo tempo, quando Igor Vinícius recebeu seu segundo cartão amarelo e teve de ir para o chuveiro mais cedo. Mesmo com um a menos, o Tricolor ainda chegou ao quarto gol, mas depois com Nestor e Calleri também sendo expulsos, o time de Rogério Ceni foi obrigado a se segurar na defesa e esperar o apito final.

"A primeira expulsão foi uma vergonha, mas vamos desfrutar a vitória, as coisas boas que nós conseguimos hoje e tentar estar bem pro jogo de domingo. Depois, no jogo de volta, temos poucos jogadores, há muitos lesionados. Menos três hoje. Temos que pensar muito bem, porque temos Copa do Brasil, jogos a cada três dias. Isso é a parte mais difícil, mas hoje temos que desfrutar do resultado", prosseguiu Ceni.

"Nós tivemos boas oportunidades, finalizamos bem. Dez contra onze conseguimos jogar bem no 4-3-2, nos defendemos bem, fizemos mais um gol. Mas, depois ficando com dois, três a menos, aí não há análise, aí tem que sofrer e esperar que o jogo acabe. O que podemos fazer? Não há como atacar com três a menos", concluiu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade