PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Favoritar Time

Ceni alerta para risco de lesão em caso de força máxima no 2º Choque-Rei da semana

21 jun 2022 05h03
ver comentários
Publicidade

O técnico Rogério Ceni se mostrou preocupado com o risco de novas lesões, caso o São Paulo vá a campo com força máxima para o segundo Choque-Rei desta semana, que acontecerá na próxima quinta-feira, novamente no Morumbi, desta vez pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Após a derrota por 2 a 1 nesta segunda, pelo Brasileirão, o time do São Paulo saiu bastante desgastado e terá pouco tempo de recuperação até o próximo clássico. Como se não bastasse, o técnico Rogério Ceni tem poucas opções de reposição, já que sete atletas são desfalques por problemas físicos: Sara (cirurgia no tornozelo direito), Nikão (dores no tornozelo esquerdo), Talles Costa (entorse no tornozelo direito), Alisson (entorse no joelho direito), Andrés Colorado (lesão muscular no reto femoral direito), Caio (lesão no ligamento cruzado do joelho direito) e Luan (sequela de lesão no adutor esquerdo).

"Ninguém ficou fora do jogo, jogadores de linha. Não tem ninguém pra voltar. É uma escolha. A direção tem que escolher. Quer arriscar tudo contra o Palmeiras na quinta-feira? Arriscamos tudo contra o Palmeiras. Pode perder alguém por lesão, vai estar cansado pro jogo contra o Juventude no domingo", advertiu Ceni.

"É jogo de três em três dias, não tem muito segredo. O time deles [do Palmeiras] é um time muito físico, exige muito do time que joga contra eles. Aí tem que fazer escolhas. O que a direção topar… é um clássico, jogo grande. Depois vemos o que dá pra fazer", prosseguiu o treinador do São Paulo.

Rogério Ceni já deixou claro em diversas oportunidades que sua prioridade é a disputa do Campeonato Brasileiro. Traumatizado pelo sufoco que foi livrar o time do rebaixamento na última temporada, o ídolo tricolor não quer correr riscos neste ano.

Por outro lado, a diretoria são-paulina sabe da importância de se classificar na Copa do Brasil muito pela premiação financeira. Se eliminar o Palmeiras, avançando às quartas de final do torneio, o Tricolor arrecadará mais R$ 3,9 milhões.

Mas, questionado se preferia poupar o time contra o Palmeiras, em um jogo eliminatório de Copa do  Brasil, Ceni evitou polêmicas.

"Não depende só de mim, pode ter certeza", respondeu o técnico do São Paulo.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade