0
Logo do São Paulo
Foto: Marcos Bezerra / Futura Press

São Paulo

Após treino em Chapecó, Dorival confirma Bruno no lugar de Buffarini

15 jul 2017
19h27
  • separator
  • comentários

O São Paulo finalizou neste sábado sua preparação para o confronto direto no Campeonato Brasileiro contra a Chapecoense, neste domingo, às 16h (de Brasília), em Chapecó. Crendo na necessidade de uma sequência para seus jogadores, o técnico Dorival Jr adiantou que irá a campo com a mesma formação do empate contra o Atlético-GO, com exceção à lateral-direita, que será assumida por Bruno, no lugar de Buffarini.

"Não podemos fugir da realidade. Um time para poder jogar dentro de uma normalidade, tem que ter tranquilidade, equilíbrio. O time não tem novidades, a exceção é a entrada do Bruno na lateral. Espero que possamos fazer um jogo de alto nível amanhã", disse Dorival Jr.

Com 12 pontos, o São Paulo é o 17º colocado da tabela e não vence há oito jogos. A Chapecoense, que aprece logo à frente, tem 15, e justamente por isso o confronto é tão importante para a equipe do Morumbi. Caso conquiste a vitória neste domingo em Chapecó, o Tricolor ultrapassará os rivais catarinenses e, enfim, sairá da tão incômoda zona de rebaixamento.

"É um jogo complicado, difícil, de duas equipes que buscam uma recuperação no campeonato, que estão necessitando de mais um bom resultado. Espero que o São Paulo esteja preparado para que façamos um grande jogo, melhor que o da partida anterior. Vai ser um jogo que teremos uma disputa muito grande. Que possamos estar atentos e concentrados para fazer nosso melhor", afirmou o comandante tricolor, que planeja dar fim à sequência negativa da equipe no campeonato.

Por fim, Dorival Jr também comentou sobre a nova exclusão de Diego Lugano da lista dos relacionados para a viagem a Chapecó. A CBF permite que um clube brasileiro convoque, no máximo, cinco jogadores estrangeiros para as partidas, e como Arboleda, Buffarini, Jonatan Gomez, Cueva e Lucas Pratto são prioridades do treinador, o ídolo uruguaio mais uma vez ficou fora dos planos.

"Acho que cada um vai ocupando seu espaço. Dentro disso, é natural que as coisas continuem caminhando. É lamentável que nessa situação você tenha que deixar um jogador com poder de agregar, de aproximar, como o Lugano, fora de uma convocação. Infelizmente é uma situação que estamos vivendo e temos que ter a tranquilidade de sabermos como administrá-la", concluiu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade