PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Meu time

Análise: São Paulo sofre com desfalques e tenta alterar esquema, mas é inofensivo em derrota

Tricolor tenta impor estilo de jogo, mas falha nas tomadas de decisões e ausências atrapalharam a equipe. Comandados de Crespo não acertaram um chute ao gol do Galo

14 jun 2021 09h02
| atualizado às 13h14
ver comentários
Publicidade

O São Paulo perdeu para o Atlético-MG por 1 a 0, no Mineirão, e segue sem vencer no Campeonato Brasileiro após três rodadas. Vários podem ser os motivos para a má fase na competição em que a equipe somou apenas um de nove pontos possíveis até o momento.

São Paulo não jogou bem contra o Atlético-MG (Foto: Pedro Souza / Atlético)
São Paulo não jogou bem contra o Atlético-MG (Foto: Pedro Souza / Atlético)
Foto: Lance!

Contra o Galo, o setor ofensivo foi o calcanhar de Áquiles da equipe. Sem Daniel Alves e Benítez, ainda machucados, o técnico Crespo apostou na mesma estratégia que deu certo contra o 4 de Julho, pela Copa do Brasil, com Rigoni na ala direita, Sara na armação, e Luciano e Pablo no ataque.

No entanto, as decisões erradas no último passe prejudicaram a equipe, que não conseguiu levar perigo ao gol de Everson em nenhum momento do jogo. Prova disso é o numero de finalizações que acertaram o gol do Atlético-MG: zero. Isso mesmo, o time do Morumbi não acertou nenhum chute na meta do adversário.

Ao todo, foram cinco finalizações, com duas para fora e três chutes travados pela defesa atleticana. Vendo o mau desempenho da equipe, Crespo 'aproveitou' a lesão de Miranda e mudou o esquema da equipe, colocando Igor Vinicius. Assim, o time passou a jogar no 4-4-2, com Rigoni mais adiantado.

Porém, nada disso funcionou e a equipe seguiu sem criar oportunidades. Rojas e Galeano entraram para dar mais velocidade e profundidade, mas não mudaram o panorama do jogo.

- Hoje, jogamos contra um grande time. Não são desculpas, não estou preocupado. Devemos nos ocupar de melhorar e aprender que muitos times se vão fechar atrás, porque não querem jogar contra-golpe. Encontramos 'retranqueiros', queremos ser ofensivos, mas o rival joga. A nossa ideia é poder chegar ao gol e abrir os outros times. Isso dá garantia para poder jogar - disse Crespo após a partida.

Resta saber como o São Paulo jogará diante da Chapecoense, às 19h da próxima quarta-feira (16), no Morumbi.

Lance!
Publicidade
Publicidade