1 evento ao vivo

"Alívio": vitória tira tensão, e são-paulinos têm tarde tranquila

19 mar 2015
18h20
atualizado às 18h20
  • separator
  • 0
  • comentários

A vitória de quarta-feira no confronto direto com o San Lorenzo tirou um grande peso das costas dos jogadores do São Paulo. Até mesmo um empate diante dos argentinos no Morumbi poderia complicar a situação da equipe na fase de grupos da Copa Libertadores. O gol decisivo aos 44 minutos do segundo tempo, portanto, foi muito comemorado por garantir de volta a tranquilidade ao elenco.

"Desde ontem, no vestiário, depois do jogo, foi uma sensação de alívio", reconheceu o lateral esquerdo Carlinhos, autor do cruzamento que resultou no gol de Michel Bastos. "Foi um jogo muito importante, que vai decidir para o futuro a classificação do São Paulo. A tensão era muito grande, mas depois do jogo, no vestiário, o ambiente foi de alívio".

A pressão era grande por conta das duas derrotas para o Corinthians, uma na estreia do torneio continental e outra pelo Campeonato Paulista - esta encobriu a goleada sobre o Danubio (Uruguai), na segunda rodada da Libertadores. Além disso, São Paulo e San Lorenzo somavam três pontos cada no grupo 2 e se tornaram concorrentes diretos por uma das vagas da chave.

Se a torcida pausou as cobranças para passar apoio irrestrito na quarta-feira, a cobrança veio pela preleção de Rogério Ceni no vestiário. "O assunto foi que nós não poderíamos deixar para amanhã. Não tinha como. A gente tinha que deixar tudo em campo. Não tinha outra coisa no que pensar. Foi isso o que nos ajudou a concentrar mais ainda, porque até se sai empate, não estaria tão aliviado, tão tranquilo o ambiente como está", falou Carlinhos.

Ao lado dos demais titulares, o lateral passou a tarde de quinta-feira na piscina do CT da Barra Funda, em trabalho supervisionado pela professora de hidroginástica, Roberta Rosas.

O restante do elenco ficou sob atenção da comissão técnica durante jogo-treino contra o Nacional. O destaque da atividade debaixo de chuva foi Alan Kardec, com quatro gols. Ele e outros reservas devem ter oportunidade no domingo, diante do Marília, no Morumbi.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade