PUBLICIDADE
Logo do

Santos

Meu time

Sem Kaio Jorge, Fernando Diniz busca soluções para o ataque do Santos

10 ago 2021 08h07
ver comentários
Publicidade

Um grande baque para o Santos foi a venda do atacante Kaio Jorge à Juventus, da Itália. Agora, o treinador Fernando Diniz busca dentro do seu elenco alternativas para repor a saída do jovem de 19 anos, que fez oito gols em 28 jogos em 2021.

O primeiro escolhido para substituir Kaio Jorge foi Marcos Guilherme. O ponta se notabiliza pela sua versatilidade e capacidade de movimentação para sair da referência e abrir espaço aos companheiros no ataque. O jogador atuou como atacante na goleada por 4 a 0 contra a Juazeirense, na ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Com a lesão de Marinho, Marcos voltou a figurar pelo lado do campo e outros jogadores ganharam espaço. Marcos Leonardo, que chegou a ter uma sequência como titular no início do ano com o técnico Ariel Holán, ganhou a confiança de Diniz. O jovem de 18 anos foi o atacante titular do Santos na vitória contra a Chapecoense por 1 a 0 e no empate com o Corinthians em 0 a 0.

A terceira opção de Diniz é a utilização do Bruno Marques. Com grande estatura e vantagens no jogo aéreo, o atacante de 23 anos foi o atacante titular no derrota para a Juazeirense por 2 a 0, sendo que já havia entrado no decorrer da partida de ida das oitavas da Copa do Brasil e contra a Chapecoense.

Destes jogadores, Marcos Leonardo marcou gol um gol desde a saída de Kaio Jorge, enquanto Marcos Guilherme e Bruno Marques estão zerados. "Comigo, o time estava habituado a jogar com Kaio Jorge e Marinho e, sem eles, interfere. Estou há dois meses e pouco e nem todos estão treinados. Time estava com movimentos de ataque bem alinhavados, com fluência, e precisamos de tempo de adaptação, não só exigir. Queremos que time jogue bem e trabalhamos para isso, mas temos que entender o contexto. Kaio Jorge era móvel, 9 ou 10, então vamos achando um novo jeito de jogar. Análise vai além do jogo de hoje", disse Fernando Diniz após o clássico contra o Corinthians.

Raniel, outro atacante que faz parte do elenco, vem recebendo poucas oportunidades e se vê atrás em relação à concorrência. O jogador entrou em campo contra o Corinthians, mas vinha de sete jogos seguidos sem sair do banco de reservas.

Sem marcar há dois jogos, o Santos recebe o Libertad-PAR na próxima quinta-feira, pela ida das quartas de final da Copa Sul-Americana.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade