PUBLICIDADE
Logo do

Santos

Meu time

Santos sofre, mas empata com o Independiente em show de João Paulo e avança na Sul-Americana

22 jul 2021 21h29
| atualizado às 22h20
ver comentários
Publicidade

O Santos empatou com o Independiente (ARG) por 1 a 1 nesta quinta-feira, em Avellaneda, e avançou às quartas de final da Copa Sul-Americana. O gol foi marcado por Kaio Jorge. O Rojo empatou com Lucas González.

Depois de abrir vantagem com o 1 a 0 na Vila Belmiro, o Peixe teve muita dificuldade na Argentina e foi salvo por nove defesas importantes do goleiro João Paulo em uma atuação memorável.

No pior momento em campo, Kaio Jorge aproveitou contra-ataque e abriu o placar no primeiro tempo. O Independiente seguiu em cima do Santos na etapa final e conseguiu o empate quando estava com um a menos. Mesmo com a vantagem numérica após a expulsão de Insaurralde, o Peixe sofreu até o fim, mas conseguiu segurar o resultado.

O Peixe enfrentará o Libertad (PAR) nas quartas de final da Sula. Pelo Campeonato Brasileiro, o Alvinegro enfrentará o Atlético-GO no domingo, na Vila Belmiro, pela 13ª rodada.

O JOGO

O primeiro tempo foi muito movimentado em Avellaneda. O Santos começou melhor, mas passou a sofrer contra o Independiente a partir dos 10 minutos.

Aos 17, Bustos foi à linha de fundo e cruzou para Velasco, da marca do pênalti, chutar para incrível defesa de João Paulo no reflexo. No minuto 21, Romero cruzou, a bola desviou em Kaiky e João fez nova intervenção importante.

Quando o placar marcava 37 jogados, veio um momento decisivo. Palacios recebeu cara a cara com João Paulo e chutou para um milagre do goleiro. Segundos depois, Marinho roubou a bola, Sánchez lançou, Insaurralde errou e Kaio Jorge foi oportunista para deslocar Sosa e abrir o placar.

Aos 44, Madson arrancou e cruzou fraco enquanto Marcos Guilherme esperava sozinho no segundo pau. No escanteio, Kaio Jorge bateu da entrada da área e Sosa defendeu. Ainda deu tempo Kaiky fazer corte decisivo aos 46 e de Romero se livrar do segundo cartão amarelo após falta dura.

SEGUNDO TEMPO

A etapa final continuou como a primeira: o Independiente melhor e o goleiro João Paulo salvando o Santos. A primeira chance dos argentinos já foi no primeiro minuto, quando João defendeu finalizações de Lucas Romero e depois de Silvio Romero.

Aos 5, João Paulo fez uma defesa espetacular em nova tentativa de Romero. No minuto 6, Marcos Guilherme perdeu boa oportunidade. E aos 10, João fez novo milagre em chute de Bustos na pequena área.

No minuto 16, veio o respiro para o Santos. Madson lançou, Marinho arrancou e Insaurralde o parou com falta. O árbitro Diego Haro deu cartão amarelo, mas expulsou o zagueiro depois de checagem no VAR.

Mesmo com um a menos, o Independiente conseguiu o empate aos 22: bate-rebate na área após chute travado de Silvio Romero e Lucas González aproveitou o rebote para encher o pé e finalmente vencer João Paulo. 1 a 1.

Aos 30 minutos, o Santos enfim chegou. Segundos depois de entrar em campo, Gabriel Pirani bateu de canhota, a bola desviou e raspou a trave do goleiro Sosa. No minuto 37, Zanocelo assustou em finalização de fora da área. Instantes depois, Pirani perdeu nova chance.

Nos minutos finais, o Independiente continuou em cima e ainda deu tempo para João Paulo salvar o segundo do Independiente em cabeceio de Herrera na pequena área. Com muito sofrimento, o Santos avançou na Sul-Americana.

FICHA TÉCNICA

INDEPENDIENTE (ARG) 1 x 1 SANTOS

Local: Estádio Libertadores da América, em Avellaneda (ARG)

Data: 22 de julho de 2021 (quinta-feira)

Horário: 19h15 (de Brasília)

Árbitro: Diego Haro (PER)

Cartões amarelos: Independiente: Barreto, Romero e Blanco. Santos: Jean Mota e Kaiky

Cartões vermelhos: Independiente: Insaurralde e Barreto

GOLS

Independiente: Lucas González, aos 22 minutos do 2T;

Santos: Kaio Jorge, aos 38 minutos do 1T;

Independiente: Sosa; Bustos, Barreto, Insaurralde e Rodríguez (Soñora); Lucas Romero, Blanco (Herrera), Palacios (Márquez), Velasco (Martínez) e Roa (González); Sergio Romero

Técnico: Julio Falcioni

Santos: João Paulo, Madson, Luiz Felipe, Kaiky e Felipe Jonatan; Camacho (Alison), Jean Mota (Vinicius Zanocelo) e Carlos Sánchez (Gabriel Pirani); Marinho (Lucas Braga), Marcos Guilherme (Marcos Leonardo) e Kaio Jorge

Técnico: Fernando Diniz

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade