0

Santos prevê novas demissões, mas não chegará em "número de Peres"

9 out 2018
06h06
atualizado às 10h21
  • separator
  • comentários

Após a decisão de demitir 17 funcionários, o Santos fará uma nova leva de cortes, com número semelhante, até o fim deste mês de outubro.

O Peixe, porém, não chegará ao número pedido pelo presidente José Carlos Peres: 50. Os executivos entendem que o máximo será 40 desligamentos.

A redução de custos e substituições nos departamentos são conduzidas por Marcelo Frazão (marketing/comunicação), Ricardo Feijoo (administrativo/financeiro) e Rodrigo Gama Monteiro (jurídico). O objetivo é ajudar a aumentar a receita do clube, atualmente de R$ 8 milhões - o gasto mensal é de R$ 12 milhões.

O presidente José Carlos Peres se reuniu com dois gestores na noite desta segunda-feira, na Vila Belmiro: Pedro Doria (pessoalmente) e Fabio Gaia (por videoconferência). O vice-presidente Orlando Rollo e Estevam Juhas não foram.

Os dirigentes conversaram sobre as demissões e o planejamento para 2019. Há a carta branca para os executivos ajustarem seus departamentos.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade