PUBLICIDADE
Logo do

Santos

Meu time

Santos alcança 2º pior jejum de vitórias no Brasileirão de pontos corridos

Equipe paulista está há oito jogos sem vencer na competição nacional e próximo da zona de rebaixamento

28 set 2021 16h13
| atualizado às 16h13
ver comentários
Publicidade

Ao levar 3 a 0 do Juventude no domingo, o Santos ampliou seu jejum na temporada e no Brasileirão. O time paulista registrou sua segunda pior sequência na história dos pontos corridos, com oito jogos sem vencer, destacando o momento difícil pelo qual passa o clube em 2021.

Foram três derrotas e cinco empates. O Santos não soma três pontos pelo Brasileirão desde o dia 1º de agosto, quando venceu a lanterna Chapecoense, fora de casa. Desde então, acumulou tropeços contra rivais de menor expressão, empatou o clássico com o Corinthians e levou 4 a 0 do Flamengo na Vila Belmiro.

O jejum na era dos pontos corridos, iniciada em 2003, só não é maior do que em 2008, quando empilhou 10 partidas sem vitórias. Mas a série é maior, se levado em consideração as demais competições. São 10 jogos sem comemorar um triunfo, incluindo Copa do Brasil e Copa Sul-Americana, das quais já foi eliminado.

A sequência ruim surpreende porque a diretoria promoveu diversas mudanças no time nas últimas semanas. Trocou o técnico Fernando Diniz por Fábio Carille e contratou reforços, principalmente para o ataque, setor mais atingido por transferências e lesões nos últimos meses. Mas jogadores como Léo Baptistão e Diego Tardelli ainda não encantaram.

Na verdade, nem eles e nem Carille ainda sabem o que é vencer no Santos. Com o treinador, o time sequer marcou gol. Em quatro jogos, foram dois empates e duas derrotas, incluindo o revés por 1 a 0 para o Athletico-PR, na volta das quartas de final da Copa do Brasil.

A série negativa no Brasileirão derrubou o Santos na tabela. Se chegou a vislumbrar uma vaga no G-6 na primeira metade do campeonato, agora o time da Vila Belmiro quer é escapar do rebaixamento. É o 16º colocado, o primeiro fora da zona da degola.

Carille e companhia esperam encerrar o jejum no domingo, quando o Santos enfrentará o Fluminense, em casa, pela 23ª rodada.

Estadão
Publicidade
Publicidade