PUBLICIDADE
Logo do

Santos

Meu time

Raniel aproveita "fogueira" e faz gol pelo Santos após quase dois anos

14 out 2021 07h14
| atualizado às 07h14
ver comentários
Publicidade

Raniel voltou a fazer um gol pelo Santos após 618 dias. O último havia sido (em dose dupla) contra a Internacional de Limeira, pelo Campeonato Paulista, em 30 de janeiro de 2020.

O camisa 12 entrou em uma "fogueira" aos 10 minutos da derrota do Peixe por 3 a 1 para o Atlético-MG na última quarta-feira, no Mineirão, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ele substituiu o titular Léo Baptistão, que sentiu um incômodo na panturrilha esquerda.

Raniel não fez bom primeiro tempo, mas voltou melhor para a etapa final e fez seu gol de fora da área logo aos quatro minutos. Ele comemorou com todo o elenco e chegou a provocar a torcida do Galo.

Esse foi o primeiro gol do jogador de 25 anos depois de uma série de problemas físicos e psicológicos. Ele ficou 282 dias sem atuar em razão de duas cirurgias na perna direita por causa de trombose, além da covid-19 e de grave acidente doméstico do seu filho.

"Eu não sabia a gravidade da situação quando acordei, mas senti uma dor insuportável. Uma pressão enorme na minha perna, eu cheguei a gemer de dor, pois ela não parava. E assim que o doutor viu ele já falou que era suspeita de trombose e teríamos que ir para o hospital. Então já me internaram em Goiânia mesmo. E após a dor, em muitos momentos eu fiquei sem sentir a perna. Era como se ela estivesse dormente. O médico do hospital de Goiânia me disse que eu estava ali entre um ou dois minutos de perder a minha perna. Foram momentos angustiantes e que não desejo para ninguém. Tive risco de perder a perna ou até a vida. Por isso que hoje eu posso dizer que sou um milagre", falou Raniel, em julho, à Santos TV.

Desde a recuperação e a reestreia em 10 de julho, contra o Palmeiras, Raniel atuou apenas nove vezes e uma como titular. Ele espera ganhar mais minutos com o técnico Fábio Carille.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade