0

Presidente do Santos mostra preocupação com futebol na pandemia: "Dói, mas precisamos parar"

4 mar 2021
18h45
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O crescimento no número de mortes e internações por covid-19 vem causando preocupação em algumas personalidades do futebol. Nesta quinta-feira, o presidente do Santos, Andrés Rueda, concedeu entrevista à Folha e afirmou que é difícil manter as competições em andamento no cenário atual.

"Com dor no coração, a situação está nos assustando muito, estamos perdendo a sensibilidade, falamos de vidas que não têm sentido de serem perdidas. Qualquer medida para salvar uma vida vale", explicou.

O mandatário do Santos ainda comentou que nem mesmo os protocolos têm protegido completamente os profissionais de futebol. Um exemplo está no próprio Peixe, que na última temporada teve um surto de covid-19.

"É uma opinião pessoal muito minha. O Santos cumpre os protocolos, mas praticamente o elenco inteiro já pegou. Seria mais prudente, embora doa na carne, entrarmos em um período de paralisação. Suspender os campeonatos mesmo, embora as entidades tenham tomado um cuidado excelente", opinou.

"O protocolo é coerente, mas, mesmo assim, a coisa foge do controle de maneira geral. E o futebol também tem que ter uma participação no sofrimento, isso dói, mas precisamos parar", completou.

O desabafo de Andrés Rueda ocorre logo após o Brasil atingir o recorde de mortes por covid-19 em um dia. Na quarta-feira, 1840 pessoas faleceram no país por conta da doença, segundo o consórcio dos veículos de imprensa.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade