1 evento ao vivo

Porozo diz que Santos o vê com outros olhos após título e crê em chance próxima

14 mar 2019
12h39
  • separator
  • 0
  • comentários

Aos 18 anos, Jackson Porozo foi convocado para a seleção equatoriana principal antes mesmo de estrear como jogador profissional do Santos. Ele disputará amistosos contra Estados Unidos e Honduras, nos dias 21 e 26 deste mês.

Depois de ser campeão do Sul-Americano Sub-20 pelo Equador, Porozo voltou ao Peixe, passou a treinar com o elenco principal e foi inscrito no Campeonato Paulista. Visto com outros olhos, o zagueiro crê que a estreia está próxima.

+ Peres diz que Porozo, monitorado por europeus, pode ser volante no Santos

"Me tratam bem, me veem com outros olhos depois de ser campeão sul-americano. Me tratam diferente… Me dão oportunidade, creio que a qualquer momento vou jogar na primeira equipe", disse Porozo, ao Mundo Deportivo, de Quito.

"No primeiro dia, Sampaoli me apresentou aos companheiros da comissão técnica e depois só nos treinamentos. Nenhuma conversa mais direta até agora", completou.

O principal problema para Porozo é o limite de cinco estrangeiros relacionados por partida. O Santos, sem contar Bryan Ruiz, fora dos planos, tem seis à disposição de Sampaoli: Aguilar, Cueva, Copete, Derlis, Sánchez e Soteldo.

Contratação polêmica

A contratação de Porozo gerou polêmica no clube. O Peixe pagou 350 mil euros (cerca de R$ 1,5 milhão) pelo defensor do Manta-EQU, em três parcelas (março, junho e agosto de 2018). O problema foi o Alvinegro combinar de pagar 20% de uma futura venda ao Manta, além de 30% do lucro à empresa Hi Talent. Ou seja, comprometer metade do lucro.

Um dos fundadores da Hi Talent é Ricardo Crivelli, o Lica, coordenador das categorias de base afastado por acusação de abuso sexual. O profissional se retirou da sociedade em junho de 2015, substituído por Eduardo Brito de Melo, que, como apontado por relatório do Conselho Fiscal, tinha como endereço residencial o mesmo de Lica. Ele era sócio do presidente José Carlos Peres em outra empresa, a Saga Talent. A firma foi encerrada no ano passado, com baixa registrada em 23 de maio, depois do assunto ser amplamente divulgado na imprensa.

O Santos alegou que essas cláusulas eram de um pré-contrato e renegociou o acordo - os novos moldes ainda não foram divulgados. O vínculo vai até 8 de agosto de 2020.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade