4 eventos ao vivo

Marinho chora em vídeo após ouvir de comentarista que estava na senzala

Atacante do Santos desabafa depois de sofrer ataques ao fim de partida contra a Ponte Preta, pelo Campeonato Paulista

31 jul 2020
15h05
atualizado às 17h49
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O atacante Marinho, do Santos, publicou um desabafo nas redes sociais nesta sexta-feira após ser alvo de racismo. Um dia depois de ter sido expulso na derrota do time para a Ponte Preta, pelo Campeonato Paulista, na Vila Belmiro, o jogador chorou em um vídeo e lamentou ter sido associado à senzala pelo comentarista Fabio Benedetti, da Energia 97 FM.

"Você (Marinho) é burro, você está na senzala, você vai sair do grupo uma semana para pensar sobre o que você fez", disse Benedetti depois da derrota santista por 3 a 1. O comentário veio após Benedetti ser questionado no programa o que falaria caso participasse do grupo de WhatsApp dos jogadores do Santos.

Marinho desabafou contra comentário racista sobre senzala
Marinho desabafou contra comentário racista sobre senzala
Foto: Reprodução/Instagram / Estadão

Já nesta sexta pela manhã, Marinho demonstrou estar inconformado. "Quando acontece com a gente, a gente sente mais. E eu brigo toda hora. Por isso brigo pela causa, porque quando passamos na pele é horrível. E não podemos deixar isso passar. Eu sei quem eu sou, sei o valor que tenho. E aí, eu fico pensando, porque antigamente eu não tinha voz ativa, aí passavam despercebidas todas essas coisas", disse em vídeo publicado no Instagram. "E a justiça não pune esses caras preconceituosos, vermes", completou.

Marinho disse perdoar o comentarista, porém afirmou que ficou decepcionado. "O tom de deboche ao falar que eu tinha que ir pra senzala não pegou bem. Tenho orgulho da minha cor, orgulho de onde vim, você é pai e ensine teus filhos a ser diferente de você em pensamento", comentou o jogador.

Após a polêmica, Benedetti se desculpou nas redes sociais. "Quero reforçar que sou e sempre fui totalmente contrário à qualquer tipo de discriminação e lamento muito pelo ocorrido, em momento algum tive a intenção de ofender ninguém", escreveu. "Já entrei em contato com o Marinho para me desculpar e gostaria de tornar público o meu arrependimento", acrescentou.

O momento não é dos melhores! Essa foto mostra e minha filha alicia negra como EU, cabelo black ou trança, nada esconde quem somos, ser humano igual a qualquer outro, e ontem um rapaz aí após minha expulsão, acabou falando pra eu voltar pra senzala! Mandar amigos me chamar não prova pra mim que você é diferente, eu te perdoo e perdoei por mensagem no insta , porém o tom de deboche ao falar que eu tinha que ir pra senzala não pegou bem, tenho orgulho daminha cor, orgulho de onde vim, você é pai e ensine teus filhos a ser diferente de você em pensamento! Quero que você se retrate e que isso não se repita nunca mais, nem comigo nem com ninguém! Eu luto pela causa! Contra preconceito e qualquer outro tipo de descriminação seja ela racial ou não! Quer me julgar por atitude em campo?ok! Errei e estou aqui pra assumir, esse é apenas um desabafo de alguém que passou a noite toda chorando por um erro! Mais não significa que até minha Cor venha ser colocada em assunto! Sou preto e orgulhoso de quem sou! Ensinando minha filha como se deve andar e mostrar que é orgulho e não vergonha ser PRETO

Uma publicação compartilhada por ? ? (@marinhoofficial) em

O Santos se pronunciou por meio das redes sociais. "Não basta não ser racista, é fundamental ser antirracista. Infelizmente o racismo estrutural ainda é algo sempre presente em nossas relações, assim precisamos e seguiremos repetindo a mesma mensagem de repúdio a qualquer tipo de preconceito quantas vezes for necessário", escreveu o clube na legenda de um comunicado que já havia sido divulgado anteriormente, no qual pede que "racista, preconceituoso ou xenófobo deixe de torcer para o Santos".

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade