2 eventos ao vivo

Jesualdo elogia elenco do Santos: "Foram excelentes profissionais"

28 jun 2020
12h29
atualizado às 12h29
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O técnico Jesualdo Ferreira está feliz com o comprometimento do elenco do Santos durante o isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus.

Os jogadores ficaram mais de três meses em casa e, em linhas gerais, se cuidaram. A reapresentação ocorreu na última terça-feira, no CT Rei Pelé, para testes físicos.

"Numa iniciativa que é de louvar e que todos agradecemos, a Federação Paulista autorizou que as equipes de São Paulo antecipassem em uma semana o regresso aos treinos. Oficialmente, recomeçaremos a 1 de julho, mas esta antecipação permitiu que os nosso atletas se adaptassem a uma nova realidade, readquirissem paulatinamente níveis físicos, no fundo, que se preparassem para o novo arranque da temporada - tudo isto depois de cumpridos e respeitados escrupulosamente todos os protocolos exigidos pelas autoridades sanitárias", disse Jesualdo, em sua coluna semanal no jornal "O Jogo".

"Foi uma semana de trabalho sem bola, só para avaliarmos os diversos itens e as condições em que estão os jogadores. E foi com agrado que concluí que os jogadores regressaram ao nível do peso, da massa gorda e da disponibilidade em excelentes condições, o que significa que, durante estes três meses e meio de pausa, foram excelentes profissionais. E esse é um motivo de agrado e de orgulho até", completou.

E Jesualdo voltou a alertar para o desnível entre clubes de diferentes estados. Equipes como Flamengo e Grêmio treinam com bola há um mês. E o Campeonato Carioca foi retomado.

"Estou muito contente com este facto. Mas, atenção, quando voltar a competição, dificilmente estarão nos níveis em que estavam antes da pandemia, e muito menos se a CBF insistir em começar o Brasileirão a 8 e 9 de agosto. É que ainda faltam seis jornadas do Campeonato Paulista, o que significa que se for essa a data teremos menos de quatro semanas para nos prepararmos", avaliou.

"Mais: como já escrevi na semana passada, há outras zonas do país onde os clubes já estão a trabalhar há mais tempo. Inevitavelmente, haverá uma desigualdade nas condições das equipes, o que não me parece nada correto. O problema é conhecido e já foi levantado. Se a CBF insistir nessas datas, os clubes de São Paulo partem prejudicados. Isto me preocupa, claro, e nem me parece que tenha havido coerência nesta proposta", concluiu.

A última partida do Santos ocorreu em 14 de março, na derrota por 2 a 1 para o São Paulo, no Morumbi, pela 10ª rodada do Campeonato Paulista. Não há data para a continuação do Estadual.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade