PUBLICIDADE
Logo do

Santos

Meu time

Jean Mota agrada e deve ser mantido para a partida contra o The Strongest

2 mai 2021
08h08 atualizado às 08h08
0comentários
08h08 atualizado às 08h08
Publicidade

A única mudança na escalação do Santos no empate por 1 a 1 com o Red Bull Bragantino em relação ao jogo anterior foi a entrada de Jean Mota no lugar de Vinicius Balieiro. A atuação do jogador foi bem avaliada pelo interino Marcelo Fernandes, que permanece como treinador até o substituto de Ariel Holan ser contratado.

Marcelo Fernandes analisou o novo posicionamento de Jean Mota na equipe, destacando a capacidade que o meio-campista tem de finalizar de média e longa distância.

"O Jean Mota tem entrado bem como segundo volante, não de 10, tem tido boas atuações. Tem distribuído o jogo bem, é um cara que tem o chute de fora da área muito forte, estávamos precisando muito disso. Hoje, já concluímos, não sei dizer quantas finalizações tivemos, mas a equipe já procurou o gol mais vezes", afirmou Marcelo Fernandes.

"Ele fez um lindo gol, que não tem uma definição legítima do impedimento, mas o importante é que o Jean entrou em uma função que não era a dele, mas tem se adaptado muito bem por ali e está ajudando a gente", completou.

Vale lembrar que Alison está suspenso para o jogo contra o The Strongest, que acontece na terça-feira, às 19h15, na Vila Belmiro, pela terceira rodada do grupo D da Libertadores. Dessa forma, Balieiro desponta como o substituto natural do camisa 5, com Jean Mota sendo mantido no time titular.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade