PUBLICIDADE
Logo do

Santos

Favoritar Time

Goulart explica como prefere jogar e aponta Santos como 1ª força do Estado

24 jan 2022 23h23
| atualizado às 23h23
ver comentários
Publicidade

Recém-anunciado como reforço do Santos, Ricardo Goulart vai aos poucos se entrosando com os seus novos companheiros e com o técnico Fábio Carille. Na noite desta segunda-feira, o meia-atacante explicou como prefere jogar, mas destacou que está à disposição para atuar onde o comandante achar melhor.

"Eu gosto de jogar como um ponta de lança. É onde eu me sinto bem, onde meus números foram altos. Mas respeito a opinião do Carille e onde ele escolher eu tenho que estar pronto. Tenho conversado pouco sobre esquema tático com ele. Tudo tem que ser conversado e estudado. A função que eu me sentir bem vou expor para ele porque tem que usar as melhores características que eu tenho", disse ao SporTV.

"Ele está me deixando bem à vontade. Eu vinha de um período sem atuar e treinar com o elenco. Ele está me deixando à vontade para que eu volte a sentir esse contato com a bola, com o jogador e a marcação. Estou observando como ele trabalha. Ele está me contando o que pode acontecer ao decorrer da partida e como ele pretende jogar. É um cara esperto, tricampeão paulista. Ele está muito motivado. Espero que as coisas se encaminhem e seja um ano de sorte", acrescentou.

O atleta de 30 anos também aproveitou para enaltecer o Alvinegro Praiano. Segundo ele, o Peixe não pode ser cotado como a quinta força do Estado de São Paulo.

"Respeito todos os clubes. Eu não coloco o Santos como quinta força. É um clube gigante. Dá para colocar ele lá em cima. Tem que aprender com alguns erros que cometeu no passado. Nosso grupo sabe das dificuldades passadas, o quanto é difícil remar contra a maré. Começamos a temporada de 2022 com tudo alinhado. O Santos não é a quinta força, é a primeira. Espero que essa temporada a gente possa fazer um bom início e terminar bem", analisou.

Veja também

Conheça o canal da Gazeta Esportiva no YouTube

Por fim, o novo camisa 10 do Santos relembrou a sua rápida passagem pelo Palmeiras, em 2019. Atrapalhado por uma grave lesão no joelho, ele disputou somente 12 partidas pelo clube alviverde e marcou quatro gols.

"Foi um período curto (no Palmeiras), mas senti novamente aquela sensação do Brasil, de outro nível de qualidade, nível altíssimo. Para mim foi relembrar, viver tempos bons que já tive no Brasil. Voltei para a China. Amadureci e volto já com experiência de como é jogar no interior, dentro de casa…Realmente vai me ajudar bastante essa experiência. Hoje volto bem mais experiente e maduro, Que eu possa contribuir de uma maneira bem positiva para o Santos", finalizou.

O Peixe estreia na temporada nesta quarta-feira, às 19 horas (de Brasília), contra a Inter de Limeira, fora de casa, pela 1ª rodada do Paulistão. Goulart, no entanto, será baixa, já que ele ainda não foi regularizado no BID da CBF.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade