PUBLICIDADE
Logo do

Santos

Meu time

Diniz explica broncas e destaca papel de Marinho no Santos

Técnico cobrou muito o posicionamento do atacante na goleada sobre a Juazeirense e destacou a importância de um bom desempenho dele para a equipe

30 jul 2021 09h31
| atualizado às 10h24
ver comentários
Publicidade

Durante a vitória do Santos por 4 a 0 sobre a Juazeirense na quarta-feira, na Vila Belmiro, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, o técnico Fernando Diniz deu algumas broncas no atacante Marinho.

Fernando Diniz sai em defesa de Marinho no Santos (FOTO: Ivan Storti/Santos FC)
Fernando Diniz sai em defesa de Marinho no Santos (FOTO: Ivan Storti/Santos FC)
Foto: Lance!

Em coletiva após o jogo, o treinador explicou os motivos dos "puxões de orelha". A principal razão é que o comandante gostaria de ver Marinho jogando mais aberto. Mas ele também fez questão de ressaltar a importância do jogador ao Peixe.

- O jogo estava muito congestionado por dentro. Pedi de fato para ele ficar mais na ponta como o Lucas Braga. Essa insistência era por achar que estava mais fácil para desenvolver o jogo - explicou Diniz.

- Aproveito a pergunta para falar do Marinho. Jogador muito especial que o Santos tem. O Santos tem o privilégio de ter um dos atacantes com maior fator de desequilíbrio no Brasil. Pode decidir em lance individual, como já fez várias vezes. Que o Marinho jogue cada vez mais e melhor para ajudar o Santos nesta temporada - completou.

Nesta temporada, Marinho entrou em campo em 26 oportunidades, marcou sete gols e deu três assistências. No geral, com a camisa do Peixe são 97 partidas e 39 gols.

No domingo, contra a Chapecoense, fora de casa, pelo Campeonato Brasileiro, Marinho não poderá atuar pois recebeu o terceiro cartão amarelo e está suspenso.

Lance!
Publicidade
Publicidade