0

Descansado depois de maratona, Santos recebe o Guarani no Pacaembu

Alvinegro teve quase uma semana para treinar antes de enfrentar o bugre

18 fev 2019
04h40
atualizado às 04h40
  • separator
  • comentários

Depois de enfrentar uma maratona de jogos no início de temporada, o Santos voltará a campo nesta segunda-feira contra o Guarani, às 20 horas, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, pela sétima rodada do Campeonato Paulista. O técnico argentino Jorge Sampaoli teve seis dias para preparar o time desde a última apresentação, o maior intervalo que teve para trabalhar entre um compromisso e outro.

Da estreia do Santos no Paulistão até a partida de ida da primeira fase da Copa Sul-Americana, disputada na última terça-feira, no Uruguai, o Santos jogou oito vezes em 25 dias. Apesar do pouco tempo de descanso, os resultados vêm aparecendo: seis vitórias, um empate e só uma derrota.

Coincidência ou não, o Santos lida com duas baixas por lesão muscular neste começo de ano: a do zagueiro Luiz Felipe e a do atacante Felippe Cardoso. Nenhum dos casos é grave e ambos devem voltar a campo nas próximas semanas.

Para a partida contra o Guarani, Jorge Sampaoli terá de escolher um estrangeiro do elenco para desfalcar o Santos, já que o regulamento de competições no Brasil permite que apenas cinco sejam relacionados. O eleito desta vez deve ser o venezuelano Yeferson Soteldo. Já o peruano Christian Cueva, ausência no empate por 0 a 0 contra o River Plate-URU, na última terça-feira, porque ainda não foi inscrito na Copa Sul-Americana, voltará a ficar disponível.

Outro reforço, ao menos para o banco de reservas neste momento, será Rodrygo. O atacante de 18 anos ainda não defendeu o Santos na atual temporada, uma vez que até a semana passada estava a serviço da seleção brasileira sub-20. Emprestado pelo Flamengo, o volante Jean Lucas, outro provável suplente, poderá fazer a estreia dele com a camisa do novo clube.

GUARANI

O Guarani depende apenas das suas forças para terminar a rodada na briga por uma vaga na próxima fase. Com o empate do Novorizontino contra a Ponte Preta, o time do técnico Osmar Loss precisa vencer o Santos para assumir a segunda posição do Grupo B. O clube chega ao Pacaembu com retrospecto de já ter batido outros dois grandes: Corinthians (2 a 1) e São Paulo (1 a 0).

Parece que o esquema tático de Osmar Loss se encaixa ao futebol utilizado pelos grandes times, que costumam sair para o jogo. As principais novidades vêm do departamento médico. Victor Ramos não trabalhou na última sexta-feira e chegou a ser dado como desfalque para o jogo em São Paulo, mas conseguiu se recuperar das dores musculares antes do prazo e deve viajar com o grupo. O zagueiro inclusive é cotado para assumir a posição de Diego Giaretta, que sofreu um trauma na face e ainda passa por reavaliação.

Depois de um longo tratamento para se recuperar da cirurgia para corrigir uma lesão no ligamento cruzado anterior do joelho direito, Anselmo Ramon foi liberado pelos médicos e deve ser a grande novidade no banco de reservas. O experiente atacante não joga desde 9 de junho do ano passado, ainda na Série B do Campeonato Brasileiro, mas vinha atuando com o elenco. Diego Cardoso, que pertence ao Santos, não poderá atuar por força de contrato.

Com 10 pontos, o Guarani vem de três vitórias nos últimos cinco jogos, mas perdeu a empolgação com a eliminação ainda na primeira fase da Copa do Brasil - perdeu para o Avenida-RS por 1 a 0. Mas pode recuperar a confiança do torcedor com uma vitória diante do Santos.

FICHA TÉCNICA

SANTOS x GUARANI

SANTOS - Vanderlei; Victor Ferraz, Felipe Aguilar, Gustavo Henrique e Copete; Alison, Diego Pituca, Carlos Sánchez, Cueva e Jean Mota; Derlis González. Técnico: Jorge Sampaoli.

GUARANI - Giovanni; Léo Principe, Ferreira, Victor Ramos e William Matheus; Deivid e Ricardinho; Lucas Crispim, Thiago Ribeiro e Álvaro; Fernando Viana. Técnico: Osmar Loss.

ÁRBITRO - Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral.

HORÁRIO - 20 horas.

LOCAL - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade