0

Depois do ostracismo, Cueva tem o desafio de jogar no Santos com Jesualdo

13 jan 2020
18h28
atualizado às 18h28
  • separator
  • 0
  • comentários

Contratado a peso de ouro em 2019, Christian Cueva passou longe de firmar seu espaço no Santos. Apesar de ter sido indicado por Jorge Sampaoli, o meia perdeu prestígio com o treinador ao longo da temporada e encerrou o ano passado afastado pelo comandante argentino.

O Santos buscou diminuir o prejuízo causado pela compra de Cueva, porém não recebeu nenhuma proposta pelo jogador, que foi reintegrado ao elenco e participa normalmente da pré-temporada.

Cueva terá que se encaixar no esquema de Jesualdo

Para adquirir o meia, o Santos comprometeu-se a pagar R$ 26 milhões ao Krasnodar, da Rússia, para adquiri-lo em definitivo em fevereiro deste ano. Até o momento, o jogador está emprestado pelos russos ao Peixe, porém a cláusula de compra obrigatória deixou o Alvinegro Praiano sem opções.

Para conquistar um espaço com Jesualdo Ferreira, Cueva terá que demonstrar serviço na pré-temporada. O meia tem um trunfo: é o único jogador do elenco com características mais próximas a um armador clássico. No entanto, o peruano terá que se encaixar no esquema tático do novo treinador do Peixe.

Jesualdo já adiantou que pretende utilizar o 4-3-3 no Santos. Nesse esquema, os dois meio-campistas que acompanham o volante não são armadores propriamente ditos. A dupla precisa ter intensidade para ir ao ataque e recompor na defesa, o que pode ser um empecilho para Cueva.

Restaria então a posição de atacante pelas beiradas ao peruano. No entanto, Jesualdo busca jogadores mais incisivos e com poder maior de finalização para o setor, o que também não se encaixa no perfil de Cueva.

O camisa 8 disputou apenas 16 partidas pelo Santos em 2019 e não marcou nenhum gol, além de não ter dado nenhuma assistência.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade