0

De volta ao Santos, Arthur Gomes busca espaço e projeta disputa com Soteldo

Atacante disputou a última temporada pela a Chapecoense e afirma que Jesualdo Ferreira quer vê-lo sorrir

10 jan 2020
19h10
atualizado às 19h10
  • separator
  • 0
  • comentários

Arthur Gomes está de volta ao Santos. Emprestado para a Chapecoense no ano passado, o atacante vai ser aproveitado em 2020 pelo técnico Jesualdo Ferreira. E espera aproveitar a pré-temporada, iniciada nesta semana no CT Rei Pelé, para reconquistar seu espaço no elenco e, eventualmente, até mesmo a titularidade com o treinador, que o estará observando de perto.

"Meu pensamento é jogar no Santos. Eu estando feliz, treinando bem, sei que isso vai acontecer. Eu vim aqui para jogar. Todo jogador tem de pensar assim e comigo não é diferente. Meu foco hoje é jogar no Santos. Independentemente de ser titular ou reserva. Espero fazer um ano extraordinário", afirmou, em entrevista coletiva nesta sexta-feira, indicando que prefere ser suplente no Santos a ser emprestado novamente.

Nesse retorno ao Santos, Arthur Gomes se reencontrou com o venezuelano Soteldo, que foi um dos destaques do time no Campeonato Brasileiro e costuma atuar pela ponta, assim como ele. Além disso, ambos tem o drible como principal virtude, característica marcante também em Marinho, outro ponta que terminou 2019 como titular do Santos.

Ele revelou uma conversa inicial com o companheiro e projetou uma disputa benéfica para o clube. "Eu brinquei com ele no vestiário, dei parabéns pelo Brasileiro e falou que agora vim para jogar com ele. Dei risada. É uma disputa saudável, benéfica para o Santos e cada um dará seu melhor para fazer o torcedor feliz", disse o atacante, que disputou 30 jogos e marcou quatro gols pela Chapecoense em 2019.

Arthur Gomes também revelou quais foram as primeiras palavras e pedidos de Jesualdo para ele nesse início de trabalho do Santos para a temporada 2020. O treinador foi o responsável pela sua manutenção no elenco. "Jesualdo falou que quer me ver sorrir, ser alegre. Porque, alegre, dou o meu melhor", disse.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade