0

Com futuro incerto no Santos, Vladimir marca cirurgia

21 set 2020
17h49
atualizado às 17h49
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Vladimir, do Santos, passará por uma cirurgia no próximo sábado, no Hospital Albert Einstein, em função de uma "lesão ligamentar na "placa plantar do quinto metatarso falangeano" - o dedinho do pé direito.

O goleiro sofreu uma pancada no dia 16 de agosto, na vitória do Peixe por 3 a 1 sobre o Athletico, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro, e precisou sair ainda no primeiro tempo para a entrada de João Paulo, agora titular da posição.

O departamento médico do Peixe informou, a princípio, apenas uma "inflamação no pé", com a opção pelo "tratamento conservador" depois da primeira ressonância magnética não apresentar fratura. Essa alternativa foi utilizada com sucesso nos casos de Lucas Veríssimo e Alison e poderia deixar Vlad à disposição de Cuca e na briga pela titularidade no Campeonato Brasileiro.

Não houve imobilização no local e, ainda com dor e liberado para treinar em campo do mesmo jeito, Vladimir procurou uma segunda opinião. De acordo com a apuração da Gazeta Esportiva, o jogador foi atendido por Rodrigo Zogaib, ex-médico do Santos, e Mauro Dinato, ortopedista de São Paulo - dois especialistas. E soube de um problema mais grave no pé, com necessidade de cirurgia.

Até então, o camisa 1 não trabalhava com a ideia de operar e esperava melhora no dia a dia do CT Rei Pelé para disputar posição com João.

Vladimir convocou uma reunião com a comissão técnica e o departamento médico do Peixe e apresentou o laudo obtido no Instituto Vita. O Alvinegro encaminhou a situação para o Hospital Albert Einstein. E a nova ressonância confirmou o caso cirúrgico.

O protocolo de recuperação é de seis a 10 semanas. A expectativa é de Vladimir estar pronto em dezembro, mesmo mês do fim do seu contrato, no dia 31.

A intervenção cirúrgica é considerada simples, mas rara. Não há registro em São Paulo de operação no mesmo local do pé de Vladimir.

Futuro incerto

Antes da notícia da cirurgia no pé, Vladimir não sabia sobre sua continuidade no Santos. E, diante dessa circunstância, a renovação segue distante.

No dia 4 de setembro, a comissão técnica do Peixe avisou a Vladimir de que não estaria mais em seus planos. E ouviu do goleiro sobre treinar normalmente até 31 de dezembro, último dia do contrato. No mesmo dia, Everson foi relacionado para a partida contra o Ceará após se arrepender do processo na Justiça do Trabalho contra o Alvinegro. Já havia conversa com o Atlético-MG àquela altura.

Na manhã de segunda-feira, o empresário de Vladimir teve uma reunião com o diretor Jorge Andrade, do CT Rei Pelé, para tratar da situação do jogador revelado no Santos e mais longevo no clube. Horas depois, naquele mesmo 7 de setembro, o Santos acertou a venda de Everson ao Galo.

Surpreendido, Jorge Andrade chamou o agente para falar sobre Vladimir e trocou a pauta. Não houve, porém, qualquer avanço pela renovação até o momento.

O representante de Vladimir sugeriu um novo contrato em fevereiro deste ano, ainda com William Thomas. O Santos não fez uma contraproposta desde então. Os papos foram informais e não envolveram de fato valores ou condições.

Vladimir tem 31 anos, 68 jogos pelo Santos e era titular até a lesão no pé. João Paulo, então, entrou bem e ficou com a posição. Em entrevista coletiva, sem saber da gravidade do problema, o técnico Cuca anunciou João como dono da "camisa 1". John é a alternativa no elenco.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade