PUBLICIDADE
Logo do

Santos

Favoritar Time

Bustos desabafa após ouvir críticas na Vila e pede apoio da torcida: "O Santos é imenso"

19 mai 2022 01h38
ver comentários
Publicidade

O Santos derrotou o Unión La Calera-CHI por 1 a 0 na noite desta quarta-feira, pela quinta rodada da fase de grupos da Sul-Americana. O gol, anotado por Lucas Barbosa, saiu apenas aos 56 minutos do segundo tempo. Devido a demora para balançar as redes, alguns torcedores na Vila Belmiro se irritaram com Fabián Bustos, que respondeu em coletiva.

"Um torcedor, dois ou três não é a torcida. O Santos é imenso, nossa torcida viu coisas espetaculares em épocas anteriores. Nós estamos tentando fazer nosso trabalho para somar. Não consigo entender que em um jogo que poderia ter terminado 4 a 0, com a equipe viva, algumas pessoas me insultaram quando fiz a troca do Felipe Jonatan. Para mim ele fez um grande jogo. Dois ou três começaram a me insultar. Isso não está bem, não está bem vaiarem e insultarem. Não tenho que contestá-los, mas não é Bustos ou Goulart, é o Santos", disse.

"Quando termina a partida, se o resultado não é o que queríamos, eu entendo, não foi um bom trabalho. Mas a equipe estava jogando bem, foram esses mesmos jogadores que ganharam em Quito, que passaram na Copa do Brasil e arrancaram no Brasileirão. Não sei se eram infiltrados", completou.

O comandante ainda aproveitou o episódio para salientar a importância do apoio da torcida alvinegra.

"O Santos é maior que tudo, é o mais importante. A torcida tem que estar com nós. Queremos estar com a torcida porque assim vamos ficar mais fortes. Necessitamos que a torcida nos ajude a ganhar como está ajudando. Graças a Deus acreditamos e conseguimos a sétima vitória aqui na Vila", comentou.

Por fim, o argentino também falou sobre o desempenho dos Meninos da Vila e da ajuda que eles estão recebendo dos jogadores mais experientes do elenco.

Além do tento decisivo de Lucas Barbosa nesta noite, o Santos também contou com a ajuda de Rwan na última rodada para bater a Univerisad Católica-EQU, fora de casa. Os dois foram os grandes destaques do clube na Copinha no início deste ano.

"Estou muito contente pelos garotos. Ricardo, Maicon e João Paulo sempre brincam com os meninos. Estamos ajudando a formá-los. Pedimos que eles tentem e que tenham intensidade. A realidade é que os mais velhos tratam de mostrar o caminho para os mais jovens. Os mais jovens vão ganhando seu espaço no time com atitude. O Rwan estava abaixo e hoje foi titular e foi bem. A gente tem bons líderes, gente que quer que o clube conquiste seus objetivos", finalizou.

Com a vitória, o Santos assumiu a liderança do grupo C, com 10 pontos, dois a mais que os chilenos, que caíram para segundo. Apenas o primeiro de cada chave avança.

Dessa forma, o Peixe precisa apenas vencer o Banfield na próxima terça-feira, às 19h15 (de Brasília), em casa, para avançar de fase. Simultaneamente, La Calera recebe a Universidad Católica-EQU.

Antes disso, porém, o Alvinegro Praiano volta as suas atenções para o Campeonato Brasileiro. No sábado, o clube recebe o Ceará na Arena Barueri, às 18h30 (de Brasília), pela sétima rodada do torneio.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade