PUBLICIDADE
Logo do

Santos

Favoritar Time

Bustos defende rodízio do elenco e celebra crescimento de Bruno Oliveira no Santos

25 mai 2022 07h08
| atualizado às 11h11
ver comentários
Publicidade

O Santos empatou por 1 a 1 com o Banfield nesta terça-feira, em casa, e avançou para a próxima fase da Sul-Americana. Neste jogo, o técnico Fabián Bustos voltou a rodar o seu elenco. Maicon e Rodrigo Fernández, por exemplo, nem sequer entraram em campo.

Em coletiva, o comandante explicou a sua escalação e destacou a dificuldade de repetir escalações em meio a um calendário tão cheio de compromissos.

"Nem todos os corpos têm a mesma fisiologia. Não se recuperam igual. O Rodrigo Fernández e o Maicon a gente não podia usar. Eu tenho que pensar em ganhar a partida. Não ganhamos, como queríamos e merecíamos. Trato de deixar todos motivados. O Sandry, hoje, estava melhor que o Fernández, que estava cansado e possivelmente não ia render. Tentamos ser competitivos. Essa equipe tem quatro meninos. Lucas pires, Barbosa e Rwan jogaram a Copinha e hoje estão competindo e se classificando na Sul-Americana, que é muito difícil", disse.

"A realidade é que seguimos crescendo, nos falta maturidade e tranquilidade para criar mais situações claras. Estamos no dia a dia e vemos como os jogadores estão. Vou seguir fazendo assim. Há treinadores que fazem trocas, como o Vítor Pereira. É impossível. Quando chegamos essa equipe estava competindo contra o rebaixamento no Paulistão. Salvamos e começamos a crescer. A próxima semana é a única que teremos seis, sete dias para trabalhar", completou.

Com o rodízio, um atleta que voltou a ganhar uma oportunidade é o meia Bruno Oliveira. Contratado neste ano, por empréstimo, o jogador de 24 anos ainda busca se firmar no elenco alvinegro. Ele não atuava desde o dia 27 de fevereiro, quando o Santos ainda era dirigido por Carille.

"Ele vem treinando muito melhor. Estou contente porque é um bom jogador tecnicamente, faltava intensidade. Por mérito próprio estava concentrado. Tem uma boa perna esquerda e quase faz um golaço. Pedi para ele chutar porque ele tem um bom chute a média distância. Entrou em uma posição ofensiva", finalizou.

Agora, o Santos volta as suas atenções para o Campeonato Brasileiro. No domingo, às 16 horas (de Brasília), o clube recebe o Palmeiras na Vila Belmiro, pela oitava rodada da competição.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade