1 evento ao vivo

Brasil não perde título no Maracaná desde a estreia de Pelé

6 jul 2019
08h13
atualizado às 13h22
  • separator
  • 0
  • comentários

O Brasil pode conquistar seu nono título continental neste domingo, quando enfrenta o Peru na decisão da Copa América, programada para as 17 horas (de Brasília), no Maracanã. Se a Seleção mantiver o retrospecto de jogos valendo taça no palco carioca, somará mais um caneco a sua vitoriosa história.

O time canarinho não perde uma final de competição no lendário estádio desde 7 de julho de 1957, na partida inicial da Copa Roca, torneio amistoso criado pelo presidente argentino Julio Roca, em 1913, e precursor ao o que hoje é chamado de Superclássico das Américas.

Pelé faz alongamento em 1958
Pelé faz alongamento em 1958
Foto: Domicio Pinheiro / Estadão

Na ocasião, 80 mil brasileiros compareceram ao Maracanã para apoiar o time canarinho diante da Argentina e presenciar um momento histórico: a estreia de Pelé. O público, no entanto, foi surpreendido aos 30 minutos do tempo inicial, momento em que Labruna abriu o placar para os visitantes.

Buscando dar um gás novo para a equipe depois de uma etapa inaugural complicada, o técnico Sylvio Pirillo apostou no adolescente Edson Arantes do Nascimento, de 16 anos. Fazendo sua primeira partida com a Amarelinha, o Rei do Futebol não decepcionou e empatou aos 31 minutos do segundo tempo.

O que Pelé e companhia não esperavam era que a resposta argentina viria no instante seguinte. Dada a saída de bola, Juárez fez para a Albiceleste, que segurou o jogo na reta final, garantiu a vitória por 2 a 1 e poderia até empatar no Pacaembu para ficar com o título da Copa Roca de 1957. Com o Rei do Futebol de titular, porém, a história foi outra: vitória por 2 a 0 e taça para o Brasil, com direito a mais um tento da, à época, promessa.

Do longínquo 1957, até os dias atuais, o Brasil disputou mais 11 jogos valendo títulos no Maracanã, conquistando a Taça Oswaldo Cruz de 1958 e 1962, a Taça Bernardo O'Higgins de 1959, a Copa Roca de 1963, a Taça das Nações de 1964, a Copa Rio Branco de 1967, a Taça Independência de 1972, a Copa do Atlântico de 1960 e 1976, a Copa América de 1989 e a Copa das Confederações de 2013.

*Especial para a Gazeta Esportiva

Veja também

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade