PUBLICIDADE
Logo do

Santos

Meu time

Após três treinos, Carille vê melhora do Santos mesmo com eliminação: "Muitas coisas positivas"

15 set 2021 00h17
| atualizado às 00h17
ver comentários
Publicidade

O técnico Fábio Carille obviamente lamentou a eliminação do Santos para o Athletico nas quartas de final da Copa do Brasil, mas viu pontos positivos na derrota por 1 a 0 na Vila Belmiro.

O Peixe teve 14 desfalques e precisou improvisar o volante Vinicius Balieiro como zagueiro e o meia Jean Mota como primeiro volante.

"Tentamos, apesar de muitos problemas e desfalques. Meninos se comportaram bem, como o Balieiro, que foi um zagueiro firme. Alguns vão estrear e isso vai ser importante. É um grupo jovem, mas amanhã é outro dia. Com cabeça erguida, sabedoria e trabalho, vamos sair dessa situação. Quero ser esse termômetro para os jovens limparem a cabeça e saírem dessa situação", disse Carille, em entrevista coletiva.

"Muitas coisas positivas, apesar de três treinos. Organização melhor, mas quero melhorar a compactação. Acho que o time está longe. Com quem contratamos, como o Velázquez, que me dará orientação atrás, vamos melhorar. O grupo é bom e vamos nos tornar fortes com mais trabalho e organização. Pressão na bola tem que melhorar, trocas de corredor, triangulação, aproximação… Melhorou, mas há espaço para muito mais. É muito difícil falar de prazo. Tem jogador para estrear e durante o jogo existe o entendimento com outros jogadores, entrosamento, leitura… Tem que ser o quanto antes, melhorando a cada dia. Melhor do que contra Bahia e Athletico e depois melhor ainda. Futebol requer isso, melhora defensiva e ofensiva. E vamos melhorar com muito trabalho", completou.

Outra "parte boa" é ter mais tempo para treinamentos visando o Campeonato Brasileiro. O Santos é o 13º, a dois pontos do Z-4, e voltará a campo para enfrentar o Ceará, sábado, no Castelão, pela 21ª rodada.

"A gente queria a classificação, continuar e passar para a semifinal. Olhando para outro lado, temos mais tempo para trabalhar, organizar e blindar melhor os jogadores. Responsabilidade é de todos nós, faço parte junto com eles e vamos sair juntos dessa situação", concluiu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade