1 evento ao vivo

Após fim do empréstimo na Lazio, zagueiro do Santos comemora aprendizado "na melhor escola"

30 jun 2020
17h14
atualizado às 17h14
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O contrato de empréstimo de Gustavo Cipriano na Lazio termina nesta terça-feira, 30 de junho. E o futuro no Santos é incerto.

O Peixe ainda não se posicionou sobre reaproveitar ou não o zagueiro com contrato até maio de 2021. E o clube italiano não descarta a compra - a janela internacional de transferências reabre em setembro e o valor fixado é de 750 mil euros (R$ 4,6 mi).

"Meus planos sempre foram de evoluir no futebol e fazer o meu melhor no clube onde estou. Assim fiz no Santos e assim fiz na Lazio. A janela agora só abrirá em setembro e se tiver a oportunidade lógico que gostaria de aproveitar melhor minha estada na Europa. Mas sei que isso envolve algumas negociações daqui para frente. Retornando ao Santos, continuarei fazendo meu melhor e buscando evolução constante", disse Gustavo Cipriano, em entrevista à Gazeta Esportiva.

Aos 19 anos, Cipriano destaca o aprendizado na Itália, a "melhor escola" para zagueiros.

"Não tenho a menor dúvida que estou muito mais preparado do que há 11 meses, quando fui para a Itália. Aprendi muito lá. Sempre foi meu sonho jogar na melhor escola de zagueiros e aos 18 anos consegui realizar. O jogo lá é muito mais rápido, mais tático e exige muito mais dos zagueiros", explicou.

"O que você observa é que a defesa é um setor extremamente reconhecido e importante na formação tática. Raramente jogam com menos de quatro defensores. A atuação é sempre muito alinhada, observada e que exige raciocínio rápido", completou.

Gustavo Cipriano jogou 80% das partidas pela equipe sub-19 de Lazio e treinou várias vezes entre os profissionais, mas não estreou. O objetivo é debutar no Santos, onde chegou aos cinco anos de idade.

"Considerando minha história no clube e esta experiência na Europa, me vejo capacitado para treinar com os profissionais e estrear na primeira equipe. Sem dúvidas, faz toda a diferença estrear na equipe principal, ainda mais em um clube conhecido internacionalmente como o Santos", concluiu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade