0

Em encontro com Infantino, Putin pede apoio à Fifa para preservar legado da Copa

Mundial ajudou clubes do país a aumentarem sua média de público nos meses seguintes ao evento

20 fev 2019
18h16
atualizado às 18h22
  • separator
  • 0
  • comentários

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou nesta quarta-feira que conta com a colaboração da Fifa para assegurar que a Copa do Mundo de 2018 deixe um legado importante para os russos. O principal líder do país que abrigou o último Mundial se manifestou sobre o assunto durante um encontro com o presidente da entidade máxima do futebol, Gianni Infantino, em Moscou.

"Temos pela frente uma tarefa diferente, de tirar proveito de tudo o que foi feito para o Mundial, e usá-lo de maneira útil. E neste aspecto contamos com o seu apoio", disse Putin ao dirigente na reunião na capital russa.

Um dos legados que a Copa trouxe para a Rússia no âmbito esportivo é o de que vários clubes do país passaram a registrar uma maior presença de público em seus jogos na temporada seguinte à maior competição do futebol.

Com novos estádios, as cidades de Volgogrado e Nijni Novgorod, duas sedes do Mundial, dobraram a média de espectadores por jogo. Porém, há casos negativos como os de Sochi e Kaliningrado, outros dois palcos do torneio do ano passado, que tiveram quedas de frequência de torcedores.

No início deste mês, Putin já havia condecorado Infantino com uma medalha pela sua contribuição para que a Rússia conseguisse organizar com sucesso o Mundial. E a Fifa assegurou que a competição está rendendo frutos importantes para a Rússia, onde a seleção nacional surpreendeu ao avançar às quartas de final depois de a sua seleção ter começado a sua campanha desacreditada.

"O legado até agora é muito positivo, com aumento significativo de presença de torcedores nos estádios e um maior interesse pelo futebol", ressaltou a entidade, por meio de um comunicado no qual também acrescentou que colabora com a Rússia na distribuição de dinheiro para um fundo criado para o legado da Copa.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade