PUBLICIDADE

Relatório aponta crescimento do Brasil em captação de recursos via Lei de Incentivo ao Esporte

A Lei de Incentivo ao Esporte (LIE) teve um ano notável em 2023, com R$ 911,73 milhões captados, uma arrecadação 2,7 vezes superior à de 2022 e um marco histórico de adesão. A agência Attitude Esportiva detalha estes e outros avanços no mais recente "Relatório Patrocinadores Incentivados do Esporte Brasileiro". Acesse o documento completo clicando […]

19 jun 2024 - 12h30
(atualizado às 12h30)
Compartilhar
Exibir comentários
DPA na cidade de Palmares
DPA na cidade de Palmares
Foto: Esporte News Mundo

A Lei de Incentivo ao Esporte (LIE) teve um ano notável em 2023, com R$ 911,73 milhões captados, uma arrecadação 2,7 vezes superior à de 2022 e um marco histórico de adesão. A agência Attitude Esportiva detalha estes e outros avanços no mais recente "Relatório Patrocinadores Incentivados do Esporte Brasileiro". Acesse o documento completo clicando aqui.

Obtidos via Lei de Acesso à Informação (LAI), os dados mostram não apenas um aumento no número de projetos executados — 2.184 em 2023, o que representa um salto de 175% em relação a 2022 — mas também um aumento de 121% nas entidades beneficiadas, alcançando 1.220 no último ano.

Desde 2017, a LIE viu um aumento constante nos recursos, com uma aceleração significativa em 2023. A evolução reflete a crescente valorização do esporte como ferramenta de desenvolvimento social e econômico.

Fernando Augusto Cury, sócio da Attitude Esportiva e responsável pelo estudo, explica: "O crescimento em captação é resultado de uma combinação de fatores, incluindo a alteração na legislação e uma maior conscientização sobre a importância do esporte como ferramenta de desenvolvimento social. A transparência na divulgação dos dados ainda carece de sistemas melhores, mas há um trabalho em andamento".

Distribuição por Modalidade

Em 2023, o futebol continuou a ser a modalidade mais apoiada, com R$ 176,9 milhões captados, seguido por automobilismo e corrida. Os e-sports aparecem como novidade na lista das modalidades que mais captaram recursos. Já modalidades tradicionais, como canoagem e jiu jitsu, ainda apontam um potencial de captação maior do que o realizado.

Distribuição Geográfica

O relatório continua a destacar a desigualdade na distribuição dos recursos, com proponentes do Sul e do Sudeste sendo responsáveis por mais de 90% da arrecadação via LIE. Ainda que a execução dos projetos desses proponentes contemplem outros estados, ainda há um esforço necessário para disseminar a LIE como acelerador de transformações esportivas em outras regiões do Brasil.

O Projeto Social De Peito Aberto está entre as maiores captadoras via Lei de Incentivo ao Esporte em 2023 

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade