0

Quatro brasileiros avançam à quinta fase da etapa de Fernando de Noronha

Gabriel Medina confirma o favoritismo e se mantém vivo na busca pelo título do QS 6.000

22 fev 2019
18h49
atualizado às 19h46
  • separator
  • 0
  • comentários

Após mais um dia de disputas nas ondas de Fernando de Noronha, quatro brasileiros já garantiram vaga na quinta fase da etapa da divisão de acesso (QS) do Circuito Mundial de Surfe. Eles vão enfrentar justamente atletas estrangeiros. Gabriel Medina segue vivo e encara Nolan Rapoza (Estados Unidos). Depois virão os duelos Jadson André x Reef Heazlewood (Austrália), Tomas Hermes x Adin Masencamp (África do Sul) e Miguel Pupo x Cam Richards (EUA).

Ainda restam mais quatro baterias pela quarta fase para definir os outros oito classificados no Oi Hang Loose Pro Contest, e entre os surfistas que tentam permanecer vivos estão Italo Ferreira, que foi quarto colocado no Circuito Mundial no ano passado, Yago Dora, Samuel Pupo, Peterson Crisanto e o espanhol Aritz Aranburu. A próxima chamada será neste sábado, às 7 horas (6h do horário de Brasília).

Como em todos os dias que competiu, Medina roubou mais uma vez a cena e chamou a atenção de uma legião de fãs na praia da Cacimba do Padre. "O mar estava bem difícil, complicado para achar onda boa, mas estou feliz por ter passado ainda mais diante de dois adversários muito bons. Achei as ondas suficientes e avancei na competição", disse.

Ele ficou em primeiro na sua bateria ao somar 12,27 pontos, enquanto Reef Heazlewood marcou 11,83 e passou na segunda colocação. O português Miguel Blanco acabou sendo eliminado ao ficar com 11,07. Esta bateria foi realizada logo depois de uma parada durante a maré seca. Por isso, os surfistas sofreram com o mar ainda em transição.

Nas baterias seguintes, as condições foram melhorando e Jadson André deu um show ao fazer 16,10 pontos nos últimos segundos. Ele encontrou um lindo tubo e marcou 8,77 na última onda, virando a bateria e passando na primeira colocação. Com isso, evitou um confronto precoce com seu amigo Gabriel Medina no QS 6.000 em Noronha.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade