0
Logo do Ponte Preta
Foto: terra

Ponte Preta

Sem perder há três jogos, Ponte quer manter mentalidade vencedora

2 ago 2017
10h27
atualizado às 10h27
  • separator
  • comentários

A Ponte Preta foi feliz nos últimos três jogos de sua temporada e, diante da boa situação, pretende manter a postura contra o Vitória pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. A equipe alvinegra não atuou na última rodada, já que seu adversário era o Fluminense, que não jogou em respeito à tragédia ocorrida com o filho do técnico Abel Braga. Gilson Kleina lamenta a situação, mas garante que a mentalidade vencedora da Ponte não deixou de existir.

"A gente ficou muito chocado com essa tragédia. Eu peguei esse menino no colo. Vocês sabem que eu trabalhei com o Abel. Um mês atrás eu perdi meu cunhado. Vi como a família da minha esposa ficou. O ciclo é os filhos enterrarem os pais e não o contrário. Era um menino jovem com tanto futuro. Não dá para mensurar essa parada como positiva e negativa. Achei de uma extrema lisura a CBF ter adiado a partida. O futebol tem que ter esse entendimento. Espero que a gente possa manter a nossa sequência positiva", disse

Leia mais:

Paraguaio Mendonza é apresentado oficialmente pela Ponte Preta

Nesta quarta-feira, em Salvador, a Macaca encara o Vitória de Vagner Mancini, que assumiu o comando da equipe na vice-lanterna do Brasileirão e conseguiu um empate com o Cruzeiro, fora de casa. Diante desta nova fase do time baiano, Gilson Kleina pede cautela, mas afirma que o bom momento impera no vestiário da Ponte.

"A mentalidade vencedora da Ponte nunca deixou de existir. Quando cheguei aqui, foi esse o termo que eu utilizei. E isso impera dentro do vestiário. Só que o Brasileiro é um campeonato muito equilibrado. Quando você não consegue um resultado no seu domínio, é muito difícil buscar fora depois. Você vê algumas equipes que jogam bem fora de casa, mas tem sofrido quando jogam em casa. O trabalho emocional é muito importante. Que a gente possa ir para Salvador com a mesma postura e atitude desses últimos jogos. Nós temos que ser inteligentes, se tivermos um resultado positivo, vamos brigar lá em cima. Nós temos que seguir firme em nosso objetivo, não mudar a nossa postura. E vamos tentar fazer o maior número de pontos possíveis nestes três jogos finais do primeiro turno", ressaltou.

"O Vitória trocou de treinador, tiveram resultado importante contra o Cruzeiro, trocaram vários jogadores do time titular. O último relatório que a gente tinha sobre o Vitória mudou muito. Não podemos perder a nossa atitude. Temos que marcar mais do que propor o jogo fora de casa. Não que a gente abdique de jogar fora de casa. Temos que tentar neutralizar, ter energia e competir. Uma vitória nesse momento seria de grande valia. Para jogar dentro de casa tem que ter estratégia e ser inteligente. A expectativa é fazer um grande jogo e trazer pontos para Campinas", acrescentou.

A partida contra o Vitória será nesta quarta-feira, em jogo válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. O confronto está marcado para às 21h (de Brasília), no estádio Barradão.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade