0

Ponte Preta empata com o Ituano em casa e vê classificação mais distante

24 fev 2019
19h24
atualizado às 19h51
  • separator
  • comentários

A Ponte Preta decepcionou seu torcedor na tarde deste domingo. Jogando no Moisés Lucarelli, pela oitava rodada do Campeonato Paulista, a Macaca saiu na frente do Ituano, mas cedeu a igualdade e teve que se contentar com o 1 a 1 dentro de casa. Matheus Vargas, para os donos da casa, e Martinelli, em favor dos visitantes, marcaram os gols do embate.

Com o resultado, a Ponte Preta segue em terceiro do Grupo A, com 10 pontos, e mantém a diferença de cinco pontos para o Red Bull Brasil, o segundo colocado. O Ituano, por sua vez, conquista um importante ponto para seguir na vice-liderança do Grupo D, com 11, um a mais que o São Paulo.

A Ponte Preta volta aos gramados pela competição apenas na segunda-feira do dia quatro de março, quando recebe o Botafogo-SP novamente no Moisés Lucarelli, às 20 horas (de Brasília). O Ituano, por sua vez, terá menos tempo de preparação, já que enfrenta o Palmeiras já nesta quarta-feira, ás 21h30 (de Brasília).

Ponte conta com brilho de Matheus Vargas sair na frente

Ciente da necessidade de uma vitória para seguir na briga pela classificação ao mata-mata, a Ponte Preta adiantou a linha de marcação e pressionou a saída de bola do Ituano nos primeiros minutos. Assim, a Macaca criou a chance inicial logo aos seis jogados, quando Gerson Magrão roubou a bola perto da área e arriscou, colocando o goleiro Pegorari para trabalhar.

Na sequência, os donos da casa contaram com duas jogadas de Matheus Vargas para assustar o rival. Na primeira, o meio-campista fez fila e deixou Thalles em ótimas condições para finalizar, mas o atacante bateu fraco e facilitou a intervenção de Pegorari. Mais tarde, o camisa 10 arrematou de média distância, a bola bateu na marcação e saiu rente à trave. O Ituano respondeu com Corrêa, que tabelou com Serrato e parou no arqueiro Ivan.

Coroando um ótimo primeiro tempo, Matheus Vargas abriu o placar para a Macaca aos 34 minutos. O meio-campista da Ponte Preta trouxe para a perna direita e arriscou de média distância. A bola pegou efeito e foi no ângulo, sem chances de defesa para Pegorari.

Ituano empata, e mandantes pecam na criação

O início do segundo tempo não poderia ter sido melhor para o Ituano. Logo aos seis minutos, Morato recebeu pela direita, levou para a canhota e arriscou para Ivan espalmar. No rebote, Martinelli apenas escorou para o fundo das redes, empatando o duelo.

A partir disso, a partida, animada até então, perdeu em intensidade e ganhou em cautela. O Ituano, satisfeito com a igualdade, buscava administrar o resultado, enquanto a Ponte, com medo de sair derrotada, não abandonava a defesa e atacava de maneira segura, sem se expor.

Sem muita criatividade, a Macaca até tentou um gás final, e só não garantiu a vitória por causa de Pegorari. Na reta final do embate, Matheus Oliveira, que havia entrado no segundo tempo, arrematou colocado de média distância e viu o goleiro do Ituano voar no ângulo para espalmar, decretando o 1 a 1 no Moisés Lucarelli.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade