5 eventos ao vivo
Logo do Paraná
Foto: Divulgação

Paraná

Roger Machado não vê placar injusto em noite de derrota do Galo

25 mai 2017
01h01
atualizado às 01h01
  • separator
  • comentários

O Galo foi melhor durante todo o jogo, mas acabou sendo derrotado pelo Paraná, por 3 a 2, no estádio Couto Pereira, em duelo válido pelas oitavas de final da Copa do Brasil. A superioridade alvinegra foi evidente nos dois tempos, com mais capacidade de jogo e superioridade tática, entretanto, com menor eficiência.

Os números - que nem sempre servem como análise para uma partida - mostram a diferença entre as equipes. O Galo finalizou oito bolas em direção ao gol, enquanto o Paraná mandou somente quatro bolas contra a meta de Victor. Ou seja, a diferença é que o clube paranaense foi mais eficaz.

Para o técnico Roger Machado, não tem como falar em placar injusto em um duelo que o adversário conseguiu marcar três gols.

"Não vi dois tempos distintos. No primeiro tempo, a gente teve mais a bola e criou inúmeras oportunidades para ter saído com uma vantagem parcial maior. Porém, por imprecisão ou por responsabilidade do goleiro, o placar não foi maior para o intervalo", avaliou, antes de completar.

"No começo do segundo tempo, a gente teve a oportunidade de gol no contra-ataque. Depois, em lances pontuais, em um vacilo no cruzamento e na finalização de longa, média distância, a gente sofreu o 3 a 2. Não dá para falar em placar injusto, porque o adversário empurrou a bola três vezes para o gol e a gente duas", explicou.

Machado, inclusive, evitou creditar a derrota ao aspecto físico dos jogadores atleticanos por causa da grande rotina de jogos. Para o treinador, neste aspecto os jogadores se comportaram bem.

"Não teve influência nenhuma. Foram erros motivados pela capacidade do adversário e algum erro de posicionamento. A questão física, a gente não pode atribuir, porque o time foi muito bem neste quesito", concluiu o treinador do Galo.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade